R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 20/06/2011 às 15h53:

Movimento de vai e vem da rede melhora qualidade do sono, diz estudo

Dormir em rede faz pessoas chegarem a estágio de sono mais profundo

AFP

Publicidade

Uma equipe de cientistas suíços e franceses publicou nesta segunda-feira (20) um estudo que sugere que o movimento de vai e vem de uma rede melhora a qualidade do sono e ajuda as pessoas a dormir mais rapidamente.

O estudo incluiu 12 voluntários do sexo masculino que aceitaram tentar tirar uma soneca tanto em uma cama fixa quanto em uma rede, enquanto seus movimentos cerebrais, oculares e musculares foram monitorados por aparelhos.

As mulheres foram excluídas do estudo, uma vez que o ciclo menstrual pode afetar a monitoração do eletroencefalograma (EEG), informaram os cientistas.

Dois dos 12 homens tiveram que ser descartados da análise final porque o EEG detectou um malfuncionamento em um deles e o outro ficou ansioso demais para dormir no dia em que lhe coube a cama fixa.

Mas os outros 10 indivíduos dormiram mais rapidamente em uma rede do que na cama fixa e sua sesta de 45 minutos foi mais profunda, destacou o estudo publicado na revista Current Biology.

- Observamos uma transição ao sono mais rápida em cada um dos indivíduos que estavam no modo 'rede', um resultado que sustenta a noção intuitiva de que o sono é facilitando quando associado a este procedimento de vai e vem, disse Michel Muhlethaler, da Universidade de Genebra.

- Surpreendentemente, também observamos um espetacular impulso de certos tipos de oscilações (das ondas cerebrais) relacionadas com o sono, acrescentou.

A etapa de sono intermediária, conhecida como N2, que não inclui rápidos movimentos oculares e geralmente ocorre na transição para um período de sono profundo, foi mais longa na 'cama de balanço'.

- A cama de balanço também teve um efeito prolongado na atividade cerebral, aumentando as oscilações mentais e a irrupção da atividade conhecida como eixos de sono. Estes efeitos são consistentes com uma atividade neuronal mais sincronizada, característica do sono mais profundo, destacou o estudo.

Os pesquisadores esperam examinar se o efeito de balançar é similar em períodos mais prolongados de sono, e averiguar se pode ser utilizado para ajudar pessoas que sofrem de insônia.

 


 
Veja Relacionados:  rede, sono
rede  sono 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping