R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

2 de Agosto de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 12/11/2009 às 06h00:

Saiba como manter ratos e insetos longe de casa

Previna o aparecimento destas pragas de maneira natural sem abrir mão da saúde familiar

EcoDesenvolvimento

Inúmeros sprays e pastas para combater certas pragas caseiras como ratos, baratas e mosquitos estão disponíveis nas prateleiras dos mercados. Presentes em boa parte das casas, estes compostos químicos agressivos podem fazer um bom estrago, não apenas nestes insetos indesejáveis, mas também nas pessoas que vivem naquele espaço.

Saiba como prevenir o aparecimento destas pragas de maneira natural sem ter que abrir mão da saúde familiar.

Quem faz uso de agentes pesticidas químicos para repelir ou mitigar as pragas, precisa ter um cuidado extra. Algumas questões devem ser levadas em conta para saber se, mesmo optando por um pesticida agressivo, você está sabendo utilizá-lo.

- Quais pesticidas você usa?
- Eles estão devidamente armazenados para evitar vazamento?
- Eles são usados e descartados com cuidado?
- Eles estão fora do alcance das crianças?
- O que você pode fazer para reduzir a sua exposição às substâncias químicas?
- Existe alternativa para os pesticidas que você usa em sua casa?

Para a última pergunta, já adiantamos a resposta: - Sim, há outros meios de combater estes insetos. E para saber como proteger a casa, é preciso entender como estas pragas aparecem.

Muitos destes organismos que estamos nos referindo são atraídos para o ambiente caseiro por alimento e água, e mesmo que sem querer, acabamos dando abrigos a eles. Este é o ponto: sabendo de onde eles surgem, fica mais fácil identificar uma maneira eficaz de prevenção. Conheça algumas medidas de controle que podem proteger a sua casa, quintal ou jardim destes pequenos invasores.

Limpeza e organização

Sem este primeiro item pode esquecer pesticidas, soluções naturais ou mesmo ideias mirabolantes para espantar os insetos caseiros. Desordem e locais sujos são o ambiente perfeito para a proliferação de ratos, baratas e outras pragas, por isso, corte a desordem. Reutilize ou recicle jornais velhos e caixas, para que não criem entulhos desnecessários, certifique-se de limpar a sujeira de equipamentos de uso externo (como barracas de camping ou material de jardinagem) e por último, mas não menos importante, não se esqueça de tirar os sapatos antes de entrar na casa – nada de trazer toda a sujeira da rua para a sua casa limpa e organizada.

Elimine os recursos de água

Este é o principio básico da vida, e mesmo que você prefira esquecer isso, estes pequenos invasores são organismos vivos. Para não dar moleza para as pragas, confira o encanamento e cheque se há vazamentos, tanto em torneira ou chuveiros, como na tubulação interna. Não esqueça: atenção especial para o acúmulo de água parada em locais inapropriados, a incidência de mosquitos nesta época do ano é ainda maior e condições que aumentem o risco de doenças como a dengue devem ser evitadas.

Remova as fontes de alimento

Armazenar alimentos em recipientes fechados é o ideal, uma boa dica, é depois de abrir os alimentos, mesmo os não-perecíveis, guardá-los em potes ou usar um lacre caso decida mantê-los nos sacos. Mantenha dispensas e armários livres de migalhas e sem a presença de umidade. Evite deixar o alimento do animal de estimação para fora por longos períodos de tempo. Armazene o lixo orgânico em contêineres hermeticamente fechados e na hora de fazer a coleta seletiva, lave as embalagens recicláveis, como latas de alumínio, garrafas de vidro ou potinhos de plástico.

Destrua possíveis abrigos

Conheça alguns dos habitat preferidos de algumas pragas: pilhas de madeira são perfeitas para cupins; comida ou fezes de animais expostas atraem moscas; roedores adoram lixo e água parada é o mais conhecido criadouro dos mosquitos. Por isso: tape qualquer buraco, rachadura ou fenda nas paredes; repare as janelas e confira se estão devidamente fechadas durante a noite; elimine as plantas doentes, tocos de arvore ou frutos caídos do jardim e coloque areia nos pratinhos das plantas.

Jardim preventivo

Na hora de escolher as plantas do jardim faça a opção por plantas nativas - que são naturalmente mais adequadas para o clima e o ambiente local – você estará criando populações resistentes a pragas e doenças. Na plantação, não é diferente, procure saber qual a época ideal do ano para começar e utilize cobertura de folhas mortas para reduzir a competição com ervas daninhas e manter a temperatura e umidade do solo. Lembre-se: não é preciso regar o gramado todos os dias, muita água pode resultar em doença e em um terreno fértil para os mosquitos. Uma boa dica é que algumas plantas atraem insetos benéficos, bem como as aves. Aranhas e joaninhas são, por exemplo, grandes pesticidas naturais.

Conheça seu inimigo

Procure se informar sobre a praga que apareceu e lembre-se que nenhum método é 100% eficaz, mesmo pesticidas. Estratégias de longo prazo, tais como modificação do habitat ou a prevenção geral, podem demorar mais para reduzir a população de pragas inicialmente, mas geralmente são mais eficazes. A manutenção de um equilíbrio natural em sua casa e quintal também é importante, pois irá reduzir sua exposição ao risco de produtos químicos e favorecer um ambiente agradável, tanto para a família, como para outros insetos e animais bem-vindos.

 
Veja Relacionados:  saúde, higiene
saúde  higiene 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 

Topo

Você costuma usar de outros "truques" para deixar a casa em ordem?

(4) Comentários:



Shopping