R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 01/12/2010 às 06h01:

Veja como é feito o tratamento contra Aids

Coquetel de 19 remédios é oferecido pela rede pública em todo o país

Do R7

Publicidade

O acesso ao tratamento para o HIV (vírus da Aids) é gratuito no Brasil e realizado por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

Portadores do HIV podem ter acesso aos antirretrovirais (remédios que têm a função de impedir a multiplicação do vírus no organismo) nos Serviços de Assistência Especializada, que são ambulatórios localizados em postos de saúde, hospitais ou policlínicas, onde médicos e os remédios estão à disposição. O tratamento gratuito é assegurado por lei desde 1996.

A Aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, na sigla em inglês) é uma doença que se manifesta após a infecção do organismo humano pelo HIV. Não tem cura, mas o tratamento da forma como é realizado atualmente garante longa sobrevida ao portador.

Dados do governo indicam que a compra desses remédios custa cerca de R$ 1 bilhão por ano.

Tratamento

O tratamento de soropositivos é feito à base de um coquetel composto atualmente por 19 remédios (cada paciente toma ao menos três) que, juntos, evitam o enfraquecimento do sistema imunológico causado pela atuação do HIV. Sua ação diminui o aparecimento de infecções por doenças oportunistas (aquelas que se aproveitam de um sistema de defesa debilitado para ocorrer).

Apesar de aumentar a expectativa de vida dos soropositivos, os antirretrovirais causam efeitos colaterais. Em geral, ocorrem logo no início do tratamento e na maioria dos casos, desaparecem ou são diminuídos após o primeiro mês de uso. Diarreia, vômitos, náuseas e manchas avermelhadas pelo corpo são os efeitos mais comuns.

O tratamento com antirretroviral pode ainda levar ao aparecimento da lipodistrofia - mudanças na distribuição da gordura do corpo, com diminuição da gordura da face, pernas, braços e glúteos. Na falta de um dos medicamentos, é recomendado que todos sejam interrompidos, e retornar ao tratamento quanto tiver acesso a todos, caso contrário pode causar resistência do organismo.

Veja Relacionados:  HIV, Aids
HIV  Aids 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping