Seu smartphone é o melhor amigo da sua dieta

Tecnologia pode ser a grande aliada de quem quer fazer substituições saudáveis

Do R7*

Saber ler a tabela nutricional é essencial para fugir do "vilões da dieta" Thinkstock

A preocupação com a quantidade de calorias dos alimentos aflige muitos iniciantes no mundo das dietas. Um alerta: antes de mergulhar na dieta, aprenda a ler as tabelas nutricionais — presentes em embalagens de grande parte dos alimentos que escolhemos e comemos. Isso é essencial para se ver livre dos quilos a mais.

A solução pode estar em suas mãos — mais especificamente, no smartphone que você carrega para todos os lados.

O problema com as tabelas nutricionais é que nem todos os alimentos contém essas informações de forma acessível. Em um restaurante por quilo, por exemplo, não é possível saber a quantidade de proteínas, carboidratos e gorduras que você está consumindo. Essa limitação pode ser facilmente contornada com a ajuda dos aplicativos de dieta.

Já está pronto e empolgado para começar a dieta? Você tem duas grandes missões: aprender a ler e compreender as tabelas e fugir das armadilhas do dia a dia.

O médico nutrólogo e diretor da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia), Guilherme Giorelli, explica que existem algumas informações das tabelas nutricionais devem ser olhadas com atenção.

—Todos os nutrientes devem ser avaliados, mas principalmente os macronutrientes, que são as proteínas, gorduras e carboidratos. Esses aplicativos são importantes para fazer escolhas mais inteligentes e principalmente a entender o que tem nos alimentos.

Ao conhecer melhor o que existe na comida, é possível diminuir a quantidade de gorduras e açúcares que ingerimos e optar por alimentos com mais fibras e macronutrientes, que além de serem mais saudáveis também dão maior sensação de saciedade.

Substituições que “salvam a dieta”

A nutricionista Cátia Medeiros explica que fibras e vitaminas são mais positivas para a nossa saúde, enquanto gordura e açúcares não oferecem saciedade e podem prejudicar toda uma dieta.

— Quando a meta é única e exclusiva a perda de peso, as pessoas geralmente acabam pouco se importando com o que estão ingerindo, mas sim com o número de calorias. É justamente neste contexto que podem acontecer situações perigosas, por exemplo: a troca de uma maçã por um brigadeiro. A maçã daria saciedade, teria fibras e ofereceria várias vitaminas e minerais. Um único brigadeiro pode até dar o prazer momentâneo, mas é seguido de uma fome bem maior.

O MyFitnessPal, um dos mais conhecidos do gênero, apresenta tabelas calóricas completas de acordo com a quantidade do alimento consumido. Um filé de frango grelhado de 100 gramas, por exemplo, possui 183 kcal, 6 gramas de gordura e 30 gramas de proteína. Essas informações podem ser importantes para quem está fazendo uma dieta em que é necessário consumir um alto nível de proteína e pouca gordura.

Em casos de dietas restritivas os aplicativos podem facilitar quem costuma comer em restaurantes e precisa consultar a tabela calórica de um prato para ter certeza de que está seguindo a dieta.

Além disso, os aplicativos de dieta podem servir de guia para que o usuário saiba o que está comendo e possa controlar os níveis de nutrientes que consome diariamente. Após realizar anotações de todas as suas refeições, a maioria dos apps cria uma tabela que mostra o total de todos os nutrientes ingeridos. É possível descobrir, por exemplo, se você não está exagerando em determinas vitaminas.

Cuidados

Fique atento: o nutrólogo lembra que esses aplicativos dão apenas dados médios, e que cada prato pode ter alterações no resultado final. Por isso, pense nos aplicativos como um guia para consultas e não leve em consideração apenas o que eles informam.

— Os aplicativos são uma boa maneira de ser ter uma noção do que a pessoa consome. Mas na prática cada comida é feita de um jeito. Um filé de frango feito em casa terá proporções de nutrientes diferentes daquele feito na rua, devido ao preparo, tempo de cozimento e gordura adicionada ao cozimento.

Outro caso onde os benefícios dos aplicativos de dieta devem ser deixados de lado é na elaboração de dietas. Apesar de oferecer dicas e informações sobre os alimentos, a montagem de uma tabela de calorias a seguir deve ser feita por um profissional.

— Entender o que se está consumindo é essencial para uma vida mais saudável, mas a ajuda de um profissional de saúde é fundamental para avaliar estes erros.  Não é um dia de alimentação saudável ou um alimento saudável sozinho no meio de um prato que vai fazer a diferença.

Por isso, é importante olhar atentamente não apenas às calorias de um alimento, mas também do que ele é feito e como isso pode afetar a sua dieta. Utilize os aplicativos de dieta com esse pensamento sempre em mente, consulte um nutricionista antes, e eles têm tudo para ajudá-lo na perda peso.

A matéria Seu smartphone é o melhor amigo da sua dieta faz parte da série especial Saúde e Tecnologia: como os aplicativos podem ajudar na saúde. 

*Colaborou: Isabella Santoro, R7


Leia as outras matérias já publicadas:

Aplicativos de dieta ajudam a controlar alimentação e ter hábitos saudáveis

Veja os aplicativos gratuitos que ajudam a manter sua dieta nos trilhos

Usuários revelam se aplicativos para emagrecer realmente funcionam

Conheça os aplicativos que te ajudam a praticar atividade física

 
  • Espalhe por aí:

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!