Cientista causa revolta após chamar vacas de "máquinas de transformar grama em bife"

Neil deGrasse Tyson foi criticado por internautas e famosos após tuíte

Tuíte de cientista sobre vacas faz internet se revoltar
Tuíte de cientista sobre vacas faz internet se revoltar Getty Images

O astrofísico e divulgador científico Neil deGrasse Tyson deixou a internet em polvorosa depois de uma postagem no Twitter no começo do mês. A polêmica tem a ver com vacas, carne e uma série de vegetarianos e veganos que ficaram bastante chateados com o cientista.

O tuíte "do mal" é esse daqui:

"Uma vaca é uma máquina biológica inventada por humanos para transformar grama em bife"

LEIA TAMBÉM: Esta lista prova que a ciência é impressionante!

A postagem teve 4,5 mil respostas, 28 mil compartilhamentos e 92 mil curtidas no Twitter. Ao chamar o animal de "máquina biológica" que teria o princípio de fazer grama virar steak, o cientista deixou revoltados muitos dos defensores dos direitos dos animais e vegetarianos. Tyson foi bastante criticado, um dos famosos que se sentiu revoltado com a postagem foi o DJ e escritor Moby:

 

 

Tyson já causou polêmicas antes, mas disse que foi incompreendido dessa vez
Tyson já causou polêmicas antes, mas disse que foi incompreendido dessa vez Reprodução/Wikimedia Commons

 

 

Em uma mensagem postada no Instagram, Moby afirma que o cientista "partiu seu coração" e perguntou ao cientista como ele podia fazer brincadeira com o "sofrimento indescritível experimentado pelas centenas de bilhões de animais mortos a cada ano pelos humanos". O músico completou de forma enfática sua postagem:

— Para um físico inteligente, você soa como um sociopata ignorante, Neil.

Não parou por aí. Sempre ativo nas redes sociais, o cientista ainda rebateu alguns dos seus críticos que se disseram desapontados com ele. Em resposta, Tyson perguntou para um internauta:

— Hmm. [O desapontamento] é porque a verdade te perturba? Ou porque você acha que não é verdade?

"Cientificamente correto"

No sábado (19), Neil postou um comunicado no qual se justifica cientificamente no Facebook. De acordo com o astrofísico, os internautas estão confundindo ele com um tipo diferente de celebridade nas redes sociais. O cientista não parece muito "preocupado" com a opinião alheia.

— Muitas pessoas com um grande número de seguidores nas redes sociais são responsáveis por tentar mudar suas opiniões ou simplesmente para que você concorde com elas. Para mim, como educador e como cientista - em um país livre - não me importo com suas opiniões na verdade. Em vez disso, eu me importo que você conheça as verdades objetivas, especialmente o tipo que traz perspectivas frescas ou incomuns, capacitando você para tomar decisões informadas em sua vida e em sua política.

Ele ainda afirma que seu tuíte está correto...

— Meu tuíte foi pensado para expôr uma realidade contundente: uma vaca não é uma máquina mecânica. É uma máquina biológica. Uma máquina biológica com um propósito (atualmente, claro, dois propósitos se você incluir que ela é uma fonte de leite), que é comer grama (ou, claro, ração), crescer, e ser abatida como fonte de comida. Elas não são animais de estimação. Elas não salvam pessoas em perigo. Elas não ajudam deficientes. E o que é impressionante aqui é que vacas não existem na natureza selvagem. Elas nunca existiram. Fazendeiros criaram elas por meio de engenharia genética há dez milhares de anos dos agora extintos auroques tipo bois para servirem a civilização. Então, meu tuíte é 100% verdadeiro e correto.

O cientista ainda pressume que as pessoas acharam que ele queria convencê-las de sua opinião. O que ele nega, dizendo que é uma mensagem "neutra".

— É curioso que apenas algumas pessoas tomaram a direção oposta na reação ao "tuíte da vaca", de qual maldosos nós somos ao fazer isso com animais, e que isso deveria parar.

Neil deGrasse Tyson ainda explica que ele não defendeu nenhuma posição, que as pessoas primeiro "escolhem um lado" e não estão analisando ou debatendo as questões. O astrofísico ainda aponta que já falou sobre soluções diferentes para a questão da alimentação mundial em seu podcast e sobre a possibilidade de utilizar carne criada em laboratório como forma de acabar com a fome. Confira o desabafo completo aqui (conteúdo em inglês).