R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Tecnologia e Ciência/Notícias

Icone de Tecnologia e Ciência Tecnologia e Ciência

publicado em 02/07/2011 às 05h57:

Governo precisa dos hackers
para blindar sites oficiais

Para especialistas em segurança digital, Brasil tem que investir mais no setor

Diego Junqueira, do R7

Publicidade

Os hackers, que nas últimas semanas atacaram e derrubaram diversos sites do governo brasileiro, são também a solução para o problema de segurança digital no país. Segundo especialistas consultados pelo R7, o governo deve contar com os hackers para blindar páginas e servidores oficiais e impedir futuros ataques.

Para José Antonio Milagre, advogado especialista em direito digital que estuda cyberguerra há dez anos, incluir o hacker na máquina pública “é a única solução” para desenvolver os sistemas de segurança e apurar a autoria das invasões.

Segundo Milagre, existem inúmeros hackers éticos e pesquisadores de segurança que estão dispostos a colaborar com o governo. No entanto, eles estão de braços atados “porque não sabem a quem recorrer e [não sabem] se a atitude deles vai ser considerada prepotência”.

- É preciso que o governo baixe a guarda e comece a aceitar a contribuição dos hackers, porque eles têm muito a ensinar ao governo em termos de blindagem de segurança. E, em caso de uma violação, [eles sabem] como apurar a autoria, conversando com as principais testemunhas, que são as máquinas. [Eles sabem] como chegar até os autores.

A possibilidade de chamar hackers para ajudar na melhoria da segurança virtual já foi mencionada pelo governo. O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, disse na última segunda-feira que quer chamar os hackers para trabalhar para o ministério, em projetos de transparência de dados e de sites.

- Eles são jovens talentosos que mudam a tecnologia o tempo inteiro e que nós temos que dialogar.

Para o especialista em Tecnologia da Informação Sandro Melo, que é professor da Faculdade de Tecnologia Bandeirantes (Bandtec), falta capacitação dos profissionais que trabalham com segurança digital.

- As pessoas que estão atuando na área, principalmente no governo, conhecem de segurança e conhecem programação, mas não estão focadas em segurança como deveriam.

Melo diz que há metodologias e ferramentas para investigar invasões hackers. O que falta, no entanto, são pessoas capacitadas para fazerem isso.

- Não adianta ferramental arrojado se as pessoas não entendem como as coisas acontecem.

É aí que entram os hackers. Milagre afirma que os hackers estão muito à frente dos investigadores digitais.

- O cracker está muitos passos em termos de tecnologia e difusão de conhecimento na frente dos peritos cibernéticos.

Segundo Melo, contratá-los é uma medida que “vale a pena e deve ser feita”. Mas ele alerta, no entanto, que, além do conhecimento que esses jovens têm de tecnologia, outros fatores devem ser considerados.

- O valor ético é importante. Um jovem desse no governo sem valor ético vai gerar mais problemas.

Melo sugere que o governo poderia abrir concursos públicos focados nesses tipos de profissionais.

- Isso faz girar a roda. As empresas e cursinhos começarão a olhar essa demanda, que é grande, mas está reprimida e não-oficializada.


 
Veja Relacionados:  HACKERS
HACKERS 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping