R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Agosto de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Tecnologia e Ciência/Notícias

Icone de Tecnologia e Ciência Tecnologia e Ciência

publicado em 26/04/2013 às 20h13:

Internauta publica vídeo de mulher sendo decapitada, e Facebook não retira gravação do ar

Mesmo após ser denunciado, vídeo ainda circulava na rede social

Do R7

Publicidade

Um vídeo que mostra uma mulher sendo decapitada, publicado na tarde desta sexta-feira (26) por um usuário brasileiro do Facebook, está causando polêmica nas redes sociais por seu conteúdo violento. Mesmo após ser denunciada, a gravação não foi retirada do ar pela rede social.

Com duração de 59 segundos, o vídeo mostra uma mulher ajoelhada, de mãos atadas e de frente para a câmera.

Ela é segurada pelos cabelos por um homem de boné branco e que usa um capuz preto sobre o rosto.

O usuário que publicou o vídeo não indica o local nem a data de gravação. No entanto, é possível notar o carrasco falando espanhol e dizendo a palavra “Zetas”.

“Los Zetas” são um grupo mexicano de narcotraficantes, conhecido por perseguições, massacres e execuções violentas, dentre elas a decapitação.

Além do México, o grupo também atua em países da América Central, como a Guatemala.

Saiba o que você pode publicar na internet sem ter problemas com a lei

O vídeo causou indignação em usuários das redes sociais. Nos comentários do próprio vídeo, enquanto alguns perfis perguntavam o motivo da crueldade, outros diziam concordar com o ato já que a mulher, supostamente, teria cometido outros crimes violentos.

No Twitter, o perfil @nanamelon questiona a publicação do vídeo. “Peitos: não pode. Decapitação: pode. Essas regras do Facebook são uma metáfora do mundo e do porquê ele tá essa b****”.

Quando o R7 assistiu ao vídeo, ele já tinha sido compartilhado 21 vezes e “curtido” por outras dez pessoas.

Facebook não retira vídeo do ar

A assessoria de imprensa do Facebook no Brasil já está sabendo do vídeo desde o final da tarde de hoje. No entanto, até a publicação desta reportagem, a gravação ainda não tinha sido retirada do ar.

Segundo comunicado oficial da empresa, por meio de sua assessoria, “as pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo”.

A assessoria não confirmou ao R7 se o vídeo será retirado da rede social, mas declarou que: “Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem”. Ao final, leia a nota completa do Facebook.

Uma das formas de retirar do Facebook um material com conteúdo ofensivo é por meio da denúncia dos usuários que se sentirem lesados.

O R7 denunciou o vídeo usando o mecanismo do próprio Facebook, mas recebeu como resposta a informação de que a denúncia tinha sido avaliada e que o vídeo “não foi removido” porque “não viola os Padrões da comunidade do Facebook em violência gráfica”.

Leia a resposta do Facebook à denúncia do R7:

“Agradecemos sua denúncia. Analisamos o vídeo denunciado, mas concluímos que ele não viola os Padrões da comunidade do Facebook em violência gráfica, incluindo sinais de danos a alguém ou a algo, ameaçadas à segurança pública ou roubo e vandalismo”.

Nota oficial do Facebook:

"As pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas. Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem."

 
Veja Relacionados:  facebook, vídeo chocante, decapitação
facebook  vídeo chocante  decapitação 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping