R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Tecnologia e Ciência/Notícias

Icone de Tecnologia e Ciência Tecnologia e Ciência

publicado em 20/07/2013 às 09h16:

Leilão do 4G pode incluir metas de universalização

A ideia é cobrar menos pelas licenças e, em troca, exigir obrigações

Estadão Conteúdo

Publicidade

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) vai tentar convencer o Ministério da Fazenda a abrir mão de parte da arrecadação do leilão de 4G marcado para 2014. A ideia é cobrar menos pelas licenças e, em troca, exigir que as empresas vencedoras tenham obrigações não relacionadas à tecnologia de quarta geração, como garantir telefonia móvel nas rodovias federais e apoiar a digitalização de emissoras de TV.

O leilão da faixa de 700 megahertz (MHz) deverá ser em abril e o edital deve ir a consulta pública até novembro. Segundo o presidente da agência reguladora, João Rezende, a experiência do leilão do 4G na faixa de 2,5 gigahertz (GHz), realizado em junho de 2012, deve ser repetida.

— No ano passado, nossa avaliação era de que os lotes custariam perto de R$ 7 bilhões. Mas arrecadamos R$ 3 bilhões porque a União abriu mão de R$ 4 bilhões para obrigar as empresas a instalar a internet rural na faixa de 450 MHz.

"Qualidade da internet não vai ser resolvida com 4G", explica especialista

Dessa vez, a lista de propostas de obrigações para ser incluída no edital é mais extensa. A primeira delas é a antecipação da universalização da cobertura 3G de 2018 para 2017 ou até mesmo 2016. Segundo ele, seria possível antecipar, nos próximos três anos, a cobertura em 1,5 mil municípios.

Além disso, pela primeira vez desde a privatização do setor, nos anos 1990, as operadoras seriam obrigadas a garantir sinal de telefonia nos distritos das cidades e nas rodovias federais.

Leia mais notícias de Tecnologia e Ciência

De acordo com o presidente da Anatel, as teles também poderão ter que ajudar a arcar com a digitalização de emissoras de TV que atualmente utilizam a faixa de 700 MHz, bancando o remanejamento dos canais 52 a 69.

— Essa frequência tem um valor comercial enorme e temos que, de alguma maneira, custeá-la.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

 
Veja Relacionados:  leilão 4G, internet
leilão 4G  internet 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping