R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Tecnologia e Ciência/Notícias

Icone de Tecnologia e Ciência Tecnologia e Ciência

publicado em 27/09/2009 às 15h07:

Veja como escolher o aparelho para ter Wi-Fi em casa

Especialistas recomendam que usuário instale roteador em lugares altos

Felipe Maia, do R7

Ter uma boa conexão de internet sem fio em casa exige um bom roteador – o aparelho responsável por colocar a conexão no ar –, instalado da maneira correta. Veja aqui como escolher o seu aparelho e algumas dicas para tirar o máximo do equipamento. 
 
Na hora de comprar o roteador, vale a pena dar uma olhada no padrão de tecnologia sem fio usado pelo aparelho – essa característica sempre aparece com a sequência de números "802.11" e uma letra, como "b", "g" ou "n". Esse padrão vai determinar a capacidade do aparelho em termos de velocidade e área de cobertura.

Para escolher, você deve levar em conta o número de computadores que vão usar a rede, o tamanho da casa e, evidente, o quanto está disposto a pagar.

 Hoje, a maior parte dos aparelhos é do padrão 802.11g, que permite uma velocidade de conexão de 54 megabits por segundo, em um diâmetro máximo de 100 metros – a distância varia de acordo com o número de barreiras, como paredes, a que o sinal será submetido. Esse tipo de aparelho custa entre R$ 120 e R$ 200, em média.

Os roteadores mais modernos são os identificados pela letra "n". Eles suportam uma transferência de dados de 300 megabits por segundo, em um diâmetro máximo de 500 metros. Em geral, esses aparelhos também têm três antenas, o que ajuda o sinal a não se perder tão facilmente, na "luta" contra as barreiras.
 
O problema é que o preço desse tipo de roteador Wi-Fi ainda está bastante salgado: pode custar de duas a três vezes mais que um "g".  Diogo Superbi, engenheiro de Vendas da Cisco Consummer Business Group, diz que a escolha depende do tamanho da casa e do volume de dados que o usuário pretende transferir.
 
– Se você tem um apartamento, vai usar duas ou três máquinas, o 'g' já é suficiente. Mas se a ideia é usar numa casa maior, em quatro, cinco computadores, e usar recursos multimídia, baixar muitos vídeos, talvez valha a pena investir em um n" .

Ele conta que antes, em casa, usava dois roteadores "g" para cobrir todo um sobrado com Wi-Fi. Recentemente, substitui os dois aparelhos por apenas um, no padrão "n".

Para instalar o roteador, o ideal é escolher um lugar alto – se a casa tiver mais de um andar, o último é o mais indicado. Wagner Fontenele, gerente comercial da fabricante de aparelhos D-Link, também é bom colocar o aparelho em um móvel alto.

– Muita gente coloca o roteador do lado do modem de internet, mas isso não é legal porque ele fica em uma posição muito baixa. Na minha casa, eu coloquei o roteador em cima de uma torre para guardar CDs.

Hilton Fernandes, gerente do núcleo de tecnologias sem fio do Laboratório de Sistemas Integráveis da USP (Universidade de São Paulo), diz que, caso o apartamento tenha muitas paredes e divisórias, é válido instalar o roteador no teto de um dos corredores para melhorar o sinal no local como um todo.
 
Os especialistas também alertam para possíveis interferências causadas por outros aparelhos, como telefones sem fio e micro-ondas, que operam na mesma frequência da maior parte dos roteadores (2,4 gigahertz). A proximidade desses equipamentos pode prejudicar o desempenho do sinal do Wi-Fi, provocando inclusive queda na conexão, então é melhor mantê-los afastados.


 
Veja Relacionados:  Wi-Fi, internet, roteador
Wi-Fi  internet  roteador 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping