Alunos de cinco cursos de graduação da UFRJ retomam aulas pela internet

Os alunos de cinco cursos de graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) voltaram nesta segunda-feira, 13, a ter aulas online. A universidade, que tem 60 mil alunos, interrompeu as atividades em março, em função da pandemia de coronavírus, e desde então não tinha nenhum tipo de aula.

As presenciais só devem recomeçar quando houve vacina ou tratamento comprovado contra a covid-19. A partir desta segunda-feira, alunos dos cursos de Medicina, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional no campus Cidade Universitária, na ilha do Fundão (zona norte do Rio), e do curso de Medicina no campus Aloísio Teixeira, em Macaé, voltam às aulas pela internet.

Todos os demais cursos voltarão a ter aulas a partir de 10 de agosto. Esse período letivo termina em 31 de outubro, e não haverá reprovação por frequência. Cursos de pós-graduação também serão retomados - uma parte daqueles com regime trimestral voltou no último dia 6 e os demais (bimestrais, trimestrais ou semestrais) voltam dia 3 de agosto. Todos seguem até março ou abril de 2021, dependendo do curso.

Para atender alunos que não têm condições de acesso à internet, a UFRJ vai distribuir 13 mil kits com chip ou chip e modem, sempre com franquia para uso de dados pela rede móvel. Serão 12 mil kits para alunos da graduação e 1 mil para a pós-graduação. Alunos interessados em receber esse benefício devem fazer inscrição para uma seleção a ser realizada pela universidade.

Alunos que não quiserem cursar as disciplinas online poderão trancar o curso e retomá-lo apenas quando o calendário regular de aulas presenciais for retomado. Esse período de trancamento não será contado para se atingir o prazo máximo de conclusão do curso. Estudantes que tiverem débitos por conta da retenção indevida de livros de bibliotecas ou de qualquer outro material de ensino pertencente à UFRJ poderão se matricular normalmente nas disciplinas online.

Os estágios poderão ser realizados de forma remota, respeitadas as especificidades de cada curso ou atividade profissional, com a devida autorização da instância acadêmica responsável pelo curso de graduação, em acordo com a instância acadêmica responsável pelo estágio, quando couber. Haverá aulas síncronas (em que o aluno deverá estar presente no mesmo momento do professor, para que haja interação) e assíncronas (aquelas em que o aluno pode assistir pela internet a qualquer momento, porque não há interação).