Notícias Anvisa aponta crescimento de casos de covid de 25 vezes em temporada de cruzeiros

Anvisa aponta crescimento de casos de covid de 25 vezes em temporada de cruzeiros

Agência Estado

A temporada de cruzeiros, aberta nos últimos meses, já tem indicadores preocupantes e que motivaram a Agência Nacional de Vigilância Sanitária a recomendar a interrupção da navegação de navios deste tipo pelo Brasil. Segundo o órgão federal, houve um crescimento exponencial de casos de covid a bordo entre passageiros e tripulantes. Em 55 dias, até o dia 25 de dezembro, foram 31 notificações. Nos últimos nove dias, foram registrados 798 casos, um aumento de 25 vezes.

A Agência divulgou uma nota técnica na última sexta-feira, 31, recomendando ao Ministério da Saúde a suspensão temporária das viagens de navios no País. "A recomendação da Agência teve como fundamento o aumento vertiginoso dos casos de Covid-19 a bordo das embarcações nos últimos dias, que indica uma mudança radical do cenário epidemiológico", diz a Agência.

O órgão regulador federal ressalta que já havia se posicionado pela inviabilidade de viagens em navios de cruzeiros. "Tal mudança repentina e brusca do contexto epidemiológico, provavelmente decorrente do surgimento da variante Ômicron, requer nova avaliação do cenário da pandemia de Covid-19, nos termos da Portaria GM/MS 2.928/2021, que dispõe que a autorização da operação de navios de cruzeiro poderá ser revista a qualquer momento em função dos desdobramentos do contexto epidemiológico dos navios de cruzeiro ou de alterações do cenário epidemiológico nacional e internacional (§ 1º do art. 15)."

Segundo a Anvisa, em reunião nesta segunda-feira, 3, com representantes do Ministério da Saúde, Estados e municípios foram unânimes em apoiar a orientação da Agência. "As recomendações e ações por parte da Agência foram pautadas em critérios técnicos e sanitários, a partir das melhores evidências disponíveis e com fundamento no princípio da precaução, com a finalidade de reduzir o risco de ocorrência de agravos à saúde."

Nesta segunda-feira, os passageiros do Costa Diadema desembarcaram no porto de Santos, no litoral paulista. Outros dois navios também tiveram registros de coronavírus a bordo. O MSC Splendida atracou em Santos, enquanto o Preziosa - que também pertence à mesma empresa - desembarcou os passageiros no Rio no domingo, 2.

Últimas