Bahia Mais de 30 animais silvestres mortos por caça são apreendidos em feira livre na Bahia

Mais de 30 animais silvestres mortos por caça são apreendidos em feira livre na Bahia

Caçadores foram interrogados e vão responder em liberdade por crime ambiental

Mais de 30 animais silvestres mortos por caça são apreendidos em feira livre na Bahia

Os policiais apreenderam dez espingardas, munições, duas coronhas e duas armadilhas para caça

Os policiais apreenderam dez espingardas, munições, duas coronhas e duas armadilhas para caça

Divulgação/ Polícia Civil

Uma ação conjunta das polícias Civil e Militar foi realizada para combater crimes ambientais em Itatim, a 213 km de Salvador, nesta segunda-feira (15).

Leia mais notícias no R7 BA

A operação para combater crimes ambientais, apreendeu vários animais silvestres mortos provenientes de caça, que estavam sendo comercializados numa feira livre, naquela cidade. 

Experimente grátis toda a programação da Record no R7 Play

Gilmar da Purificação Santos e Leonardo Santos Rebouças foram encontrados 21 preás, dois tatus, seis camaleões, uma cotia e dois mocós. Os caçadores foram interrogados e vão responder em liberdade por crime ambiental, considerado de menor potencial ofensivo.

No desdobramento da operação, os policiais apreenderam dez espingardas, munições, duas coronhas, duas armadilhas para caça, um couro de veado e dez pássaros silvestres que estavam escondidos em cinco diferentes imóveis, localizados na zona rural de Itatim. Os pássaros foram libertados.

Assista à programação da Record TV 24 horas

O titular da DT (Delegacia Territorial) de Itatim, delegado Alex Wendel Santos, informou que já identificou e intimou sete homens responsáveis pelo abate dos animais, que deverão comparecer à unidade policial nos próximos dias para depor.  Eles irão responder por porte ilegal de arma de fogo e crime ambiental.