violência contra a mulher
Bahia Mulher fica cega após ser sequestrada e torturada pelo ex-companheiro em Feira de Santana

Mulher fica cega após ser sequestrada e torturada pelo ex-companheiro em Feira de Santana

Acusado perfurou o olho esquerdo da vítima com um garfo

Mulher fica cega após ser sequestrada e torturada pelo ex-companheiro em Feira de Santana

A mulher que ficou quatro meses em cárcere privado e foi torturada e estuprada pelo ex-companheiro ficou cega. Segundo informações da polícia, Renata Barbosa, 26 anos, teve o olho esquerdo perfurado com um garfo por Deleon Vitória de Santana, de 32, no município de Feira de Santana, localizado a 108 km de Salvador.

O homem foi preso, na segunda-feira (17), por uma equipe da Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), em sua residência, no bairro Jorge Américo. No período em que ficou presa, a vítima teve ainda os cabelos cortados, os dentes incisivos quebrados com um alicate e sofreu ferimentos de faca no rosto.

Leia mais notícias no R7 BA

Homem tortura e violenta ex-mulher durante quatro meses em Feira de Santana

Mantida como refém desde outubro do ano passado, a vítima aproveitou que Deleon saiu, deixando a janela do banheiro aberta, e fugiu. De acordo com a polícia, ela andou 1,5 km até chegar à casa de uma amiga, onde permaneceu escondida por quatro dias, procurando a DEAM, na segunda-feira, para fazer a denúncia.

No período em que permaneceu na casa da amiga, a vítima recebeu mensagens enviadas pelo celular do ex-companheiro com ameaças de morte.  Eles estavam separados desde junho de 2013, quando a mulher o denunciou por ameaça. O homem permaneceu preso entre junho e setembro do ano passado, no Presídio Regional de Feira de Santana, quando foi liberado pela Justiça.

Santana passou a rondar a casa onde eles moraram juntos, também no Jorge Américo, e aguardou uma oportunidade para abordá-la. Sob ameaça, a mulher foi levada para a residência que ele havia alugado no mesmo bairro. O acusado também a obrigou a tomar um medicamento que provoca abortos, além de agredi-la com socos e chutes na barriga diariamente.  

Autuado em flagrante por ameaça e indiciado por cárcere privado e tortura, pela titular da DEAM, delegada Maria Clécia Costa, Santana já foi conduzido ao Presídio Regional de Feira de Santana.