Sem atender fãs nem imprensa, Tiago Iorc se apresentou neste domingo (15) em Lauro de Freitas (BA)

Show faz parte da turnê "Troco Likes", que percorre o Brasil

Atualmente, Tiago Iorc é uma das principais revelações da música brasileira entre os jovens
Atualmente, Tiago Iorc é uma das principais revelações da música brasileira entre os jovens Divulgação / Heder Nunez

Pontualmente às 0h do domingo (15), Tiago Iorc, muito discretamente, entrava no palco onde se via um pedestal, um violão e nada mais. O show, o mesmo apresentado na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA) alguns meses atrás, faz parte de sua turnê "Troco Likes", que percorre todo o Brasil.

De cabelos soltos, bastou o cantor dedilhar as cordas do violão para que gritos de fãs mais exaltadas pudessem ressoar pelo ambiente, que conseguiu cerca de 80% da lotação habitual de uma famosa casa de shows em Lauro de Freitas. "Amei Te Ver", música que tornou Iorc conhecido Brasil à fora, foi a escolhida para abrir o repertório de composições autorais.

Tiago e o microfone pareciam compartilhar de uma relação peculiar, que se destacava no palco desprovido de quaisquer outros elementos que não um painel de LED e o equipamento de iluminação.

Extasiada, a plateia acompanhava o artista quase que por osmose. As canções, frequentemente reproduzidas nas rádios, eram facilmente entoadas pelo público, em sua maior parte formado por adolescentes. "Coisa Linda", "My Girl", "Chega pra Cá" e "Trevo" eram as mais aguardadas. Não foi raro que Iorc contasse com a própria audiência para atuar como segunda voz.

Clima do show é intimista. No palco, apenas Tiago, um pedestal e um violão
Clima do show é intimista. No palco, apenas Tiago, um pedestal e um violão Divulgação / Heder Nunez


O coro era alto, preciso, e até afinado.

Num clima essencialmente intimista, o cantor, de 31 anos, se comportava como um amigo de longas datas dos muitos que viajaram de Salvador até a região metropolitana da capital para assisti-lo. Coisa que, no entanto, não se repetiu fora do palco, antes ou depois da apresentação, quando Iorc se recusou a falar tanto com público quanto com a imprensa.

Casais dos mais diversos tipos eram vistos dançando ao som das canções que trazem histórias típicas dos romances, angústias e ânsias modernas. Romântico, Tiago canta para quem está, quer ou já se apaixonou, em letras que levam toques de referências históricas, poéticas e, muitas vezes, de pueril ingenuidade.

Cantor negou atendimento aos fãs e à imprensa, antes e depois da apresentação
Cantor negou atendimento aos fãs e à imprensa, antes e depois da apresentação Divulgação / Heder Nunez


A voz e o violão, incólumes, davam ao artista um ar tão informal que, quem não o conhece, talvez não percebesse se tratar de um dos mais requisitados nomes da música brasileira na atualidade. Bem visto nacionalmente, Iorc já atuou em parceria de outros nomes de sucesso entre os jovens, como Anitta, Bruna Marquezine e Ana Vilela. Mais recentemente, gravou "Mais Lindo Não Há", ao lado de nada menos do que Milton Nascimento.

O sucesso da simplicidade, empatia e talento do cantor são, até agora, inquestionáveis. Isto, aparentemente, só precisa conseguir romper a barreira do palco. Aos prantos, houve quem deixasse o show inconsolável, sem a desejada selfie com Iorc. A atitude de superstar - mesmo que o seja - não combina com o que tornou este publicitário minimalista um expoente entre as massas.

Leia mais do R7 Bahia, portal de notícias da RecordTV Itapoan