Bahia Tribunal de Justiça da Bahia é alvo de operação contra esquema de cobrança de propina 

Tribunal de Justiça da Bahia é alvo de operação contra esquema de cobrança de propina 

Foram conduzidos coercitivamente dois ex-desembargadores e três advogados

PRF desarticula esquema de cobrança de propina no Tribunal de Justiça da Bahia

As autoridades judiciais cobraram vantagem ilícita que envolveu o valor total de aproximadamente 500 milhões, diz PRF

As autoridades judiciais cobraram vantagem ilícita que envolveu o valor total de aproximadamente 500 milhões, diz PRF

Divulgação/PRF

Uma operação com o objetivo de desarticular esquema criminoso envolvendo cobrança de propina em causa sob julgamento no TJ/BA (Tribunal de Justiça da Bahia) foi deflagrada na manhã desta terça-feira (4). A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apoiou o Gaeco/MPE-BA (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais do Ministério Público da Bahia) na execução das ações da Operação Leopoldo.

Leia mais notícias no R7 BA

Na operação, foram conduzidos coercitivamente dois ex-desembargadores e três advogados, sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em cinco endereços localizados em Salvador e Lauro de Freitas.

Experimente grátis toda a programação da Record no R7 Play

Segundo as investigações, as autoridades judiciais, quando na ativa, teriam cobrado vantagem ilícita para que fosse proferida decisão favorável em causa que tramita no TJ/BA, o que envolveu o pagamento de soma superior a R$ 500 milhões. Os advogados teriam agido para intermediar a cobrança da propina e garantir o seu pagamento através de contratos de honorários fictícios.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em cinco endereços localizados em Salvador e Lauro de Freitas

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em cinco endereços localizados em Salvador e Lauro de Freitas

Divulgação/PRF