Médico de Michael Jackson acusa pai do cantor de castração química

O médico Conrad Murray, o cardiologista condenado por dar anestésicos que mataram Michael Jackson em 2009, aos 50 anos, contou que Joe Jackson, pai do cantor, castrou quimicamente o filho para manter a voz aguda. Conrad afirmou que Joe forçava o filho a tomar injeções de hormônio aos 12 anos com a justificativa de curar a acne e prevenir que a voz dele mudasse.

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log