Operação Lava Jato

Brasil A pedido da PGR, STF arquiva investigação contra Rodrigo Maia

A pedido da PGR, STF arquiva investigação contra Rodrigo Maia

Ex-presidente da Câmara era acusado junto com o pai de receber propinas da Oderbrecht no âmbito da operação Lava Jato

  • Brasil | Do R7

Pedido da PGR contrariou conclusão da PF, que viu provas suficientes para denunciar Maia

Pedido da PGR contrariou conclusão da PF, que viu provas suficientes para denunciar Maia

Adriano Machado/Reuters - 01.02.2021

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, determinou o arquivamento de investigação da Lava Jato contra o deputado federal e ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e seu pai, Cesar Maia, vereador no município do Rio de Janeiro (DEM-RJ), pelo suposto cometimento de crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro.

A investigação foi aberta a partir de delações premiadas de cinco executivos da construtora Odebrecht, que afirmaram ter repassados valores milionários aos dois nos anos de 2008, 2010, 2011 e 2014 em supostas doações eleitorais que na verdade buscavam garantir influência do grupo sobre demais políticos no Rio de Janeiro.

A determinação de Fachin veio após pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), que não viu na apuração a reunião de provas mínimas para denunciar os dois. A Procuradoria porém ressaltou que o arquivamento da investigação não impede que sejam abertas outras após o surgimento de novas evidências

A conclusão da PGR foi contrária à da PF (Polícia Federal) que, a partir de perícia de planilhas da Oderbrecht, considerou ter os indícios necessários para denunciar os políticos por corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro. O deputado e o vereador negam as acusações.

Últimas