Brasil 'Aceito a missão dada por meu pai', diz Eduardo Bolsonaro sobre embaixada nos EUA

'Aceito a missão dada por meu pai', diz Eduardo Bolsonaro sobre embaixada nos EUA

Caso a nomeação se confirme, Eduardo Bolsonaro terá de renunciar ao mandato de deputado federal, pelo qual foi eleito com 1,8 milhão de votos

Eduardo Bolsonaro e Jair Bolsonaro

Eduardo Bolsonaro e Jair Bolsonaro

BBC NEWS BRASIL

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) disse no começo da noite desta quinta-feira (11) que aceitará a indicação de seu pai, o presidente da República Jair Bolsonaro, para ser o embaixador brasileiro em Washington, nos Estados Unidos.
Mais cedo, o presidente disse que seu filho será o embaixador na capital americana, caso tenha interesse no cargo.


Caso a nomeação se confirme, Eduardo Bolsonaro terá de renunciar ao mandato de deputado federal.

Ele foi eleito para seu segundo mandato na Câmara nas eleições do ano passado - teve 1,8 milhão de votos em São Paulo. O parlamentar disse estar disposto a renunciar para cumprir "a missão" dada pelo pai.

A indicação informal do presidente da República acontece no dia seguinte ao aniversário de 35 anos de Eduardo, completos na quarta-feira (10). Ter pelo menos 35 anos de idade é um dos requisitos para ocupar o cargo de embaixador.

A cadeira de embaixador do Brasil nos EUA está vaga desde abril deste ano, quando o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, removeu o diplomata Sérgio Amaral do posto.