Brasil Advogados de Moro acompanham depoimentos de testemunhas na PF

Advogados de Moro acompanham depoimentos de testemunhas na PF

STF autorizou que advogados do ex-ministro acompanhem a coleta de depoimentos feitas pela Polícia Federal

  • Brasil | Márcio Neves, do R7

Advogados foram autorizados pelo Supremo para acompanhar depoimentos

Advogados foram autorizados pelo Supremo para acompanhar depoimentos

Dorivan Marinho/SCO/STF - 16.12.2014

Com uma autorização do STF (Supremo Tribunal Federal) os advogados do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro vão acompanhar todos os depoimentos marcados para esta semana pela PF (Polícia Federal) em relação as acusações feitas contra o presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais: Valeixo diz que Bolsonaro buscava diretor da PF com mais 'afinidades'

Na manhã desta segunda-feira (11), por exemplo, os advogados Rodrigo Sánchez Rios e Luiz Gustavo Pujol, que coordenam a defesa de Moro, acompanharam as declarações prestadas pelo ex-diretor geral da PF Maurício Valeixo, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Outros três advogados, Vitor Augusto Sprada Rossetim, Carlos Eduardo Treglia e Guilherme Siqueira Viera, acompanham os depoimentos do diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, e do delegado Ricardo Saadi nesta tarde em Brasília.

Nesta terça-feira (12), na parte da manhã, os advogados, juntamente com Sérgio Moro, também vão assistir exibição da cópia enviada ao STF pelo Palácio do Planalto da gravação da reunião interministerial de 22 de abril e que teria teor que sustenta as acusações feitas pelo ex-ministro contra o presidente da República.

Na parte da tarde, os advogados, sem a presença de Moro, vão acompanhar, no Palácio do Planalto, a coleta de depoimentos dos ministros Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo; o general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional; e Walter Braga Netto, da Casa Civil.

Últimas