Aeronaves da FAB decolam para buscar brasileiros na China

Todos os repatriados, além da tripulação e da equipe médica responsáveis pelo resgate, deverão passar pela quarentena de 18 dias em Anápolis (GO)

Cerca de 30 brasileiros que moram na China devem embarcar no voo da FAB

Cerca de 30 brasileiros que moram na China devem embarcar no voo da FAB

Marcelo Camargo/Agência Brasil

As aeronaves do governo federal que vão buscar os cerca de 30 brasileiros residentes em Wuhan, na China, epicentro do novo coronavírus, deixaram o Brasil às 12h25 desta quarta-feira (5). A comitiva conta com dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os aviões saíram da Base Aérea de Brasília e devem fazer escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Urumqi (China). A chegada em Wuhan está prevista para sexta-feira (7). 

Todos os repatriados, além da tripulação e da equipe médica, incluindo os militares do voo, responsáveis pelo resgate, deverão passar pela quarentena de 18 dias que será feita na Base Aérea de Anápolis, cidade goiana a 160 quilômetros de Brasília.

O governo do presidente Jair Bolsonaro decidiu buscar os brasileiros após a divulgação de um vídeo no último fim de semana, no qual os moradores de Wuhan pediam para voltar ao país.

No vídeo publicado no YouTube eles lembraram as operações de evacuação já feitas por diversos países e dizem estar dispostos a passar pelo período de quarentena fora do território brasileiro. A carta-aberta é datada de 30 de janeiro, e todos os que assinam a carta são residentes.