Brasil Alcolumbre adia votação de crédito a micro e pequenas empresas

Alcolumbre adia votação de crédito a micro e pequenas empresas

"Temos mais essas horas para aprovar um projeto que possa ser sancionado e assegurar os recursos aos empreendedores", afirmou 

Agência Estado - Economia
Alcolumbre durante sessão remota no Senado

Alcolumbre durante sessão remota no Senado

Waldemir Barreto/Agência Senado - 14.4.2020

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), adiou a votação da proposta que cria uma linha de crédito para micro e pequenas empresas durante a pandemia do novo coronavírus. A sessão, inicialmente marcada para as 16 horas desta quinta-feira (23), ficou para as 9 horas desta sexta (24).

Leia também: Governo anuncia R$ 40 bilhões para micro e pequenas empresas

O projeto foi aprovado inicialmente no Senado, mas foi alterado pelos deputados federais e voltou para análise dos senadores. A Câmara diminuiu o limite de empréstimo de 50% para 30% do faturamento anual da empresa. Além disso, aumentou o aporte da União no programa de R$ 10,9 bilhões para R$ 15,9 bilhões.

Senadores pediram mais tempo para analisar as modificações da Câmara. "Temos mais essas horas para aprovar um projeto que possa ser sancionado e assegurar os recursos para os micro e pequenos empreendedores do Brasil", afirmou Alcolumbre.

Autor do projeto, o líder do PL no Senado, Jorginho Mello (SC), concordou com as alterações na Câmara. Outros senadores, porém, ainda sugerem mudanças. "Ficou bom o resultado. O relatório está pronto para ser votado amanhã e não deixar ninguém com dúvida. Tem consenso", disse Mello. 

Últimas