Brasil Alexandre de Moraes prorroga investigação contra Daniel Silveira

Alexandre de Moraes prorroga investigação contra Daniel Silveira

Ministro atendeu pedido da PF, que viu possibilidade de não ter acessado todo o conteúdo nos celulares apreendidos de Silveira

  • Brasil | Do R7

Daniel Silveira é réu por três crimes após gravar vídeo ameaçando o Supremo

Daniel Silveira é réu por três crimes após gravar vídeo ameaçando o Supremo

Divulgação/Câmara dos Deputados

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, atendeu a pedido da PF (Polícia Federal) e prorrogou nesta segunda-feira (31) a investigação contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por 60 dias.

A PF afirma que há indícios de que não foi possível obter acesso ao conteúdo integral dos celulares que foram apreendidos junto com o parlamentar. Por isso, os investigadores reiteraram pedidos à Apple e ao Facebook para que forneçam novos links para a extração dos dados do deputado. 

Os celulares do deputado também foram alvo de inquéritos da PF logo após sua prisão, quando os agentes encontraram aparelhos dentro da cela do deputado

Ele foi preso em fevereiro, depois de divulgar nas redes sociais um vídeo com ofensas e ameaças a ministros do Supremo e defesa de medidas antidemocráticas. No final de abril, o STF recebeu a denúncia contra o deputado e Silveira se tornou réu pelos crimes de coação no curso do processo, incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o Supremo; e o de incitação à tentativa de impedir o livre exercício dos Poderes da União.

Últimas