Novo Coronavírus

Brasil AM: Aras pede investigação sobre possível omissão de autoridades

AM: Aras pede investigação sobre possível omissão de autoridades

Procurador-geral abriu inquérito no STJ para apurar atuação do governador do estado e da Prefeitura de Manaus em crise de saúde

Procurador-geral da República pediu investigação sobre atuação de autoridades do Amazonas

Procurador-geral da República pediu investigação sobre atuação de autoridades do Amazonas

Antonio Augusto/Secom/PGR - 15.12.2020

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu a abertura de inquérito no STJ (Superior Tribunal de Justiça) para investigar possível omissão do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e da Prefeitura de Manaus na criação de medidas para o enfrentamento da pandemia de covid-19. O estado enfrenta um colapso no sistema de saúde após aumento de casos e mortes pela doença sistêmica.

No documento, Aras também solicitou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em relação apresente informações quanto ao cumprimento de ações de responsabilidade da pasta. Na nota divulgada à imprensa, na noite de hoje, a PGR afirma que considerou a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que determinou, entre outras coisas, as competências de municípios, estados e União no combate à pandemia. 

O sistema de saúde do Amazonas entrou em colapso após a falha na abastecimento de oxigênio. Na sexta-feira (15), 149 pacientes com covid-19 de Manaus começaram a ser transferidos para oito capitais brasileiras. A operação foi coordenada pelo Ministério da Saúde e pelos governos estaduais e do Distrito Federal, com o objetivo é aliviar a rede hospitalar da capital. 

Até o momento, de acordo com informações do Ministério da Saúde, foram recrutados 198 médicos, 562 enfermeiros, 1.212 técnicos de enfermagem, 313 fisioterapeutas e, também, 263 farmacêuticos para atuar nos serviços da rede pública de Manaus. No total, o ministério informou ter contratado 30.196 profissionais para reforçar o atendimento.

Últimas