Apagões pelo Brasil

Brasil Amapá: senador pede cancelamento de concessão após novo apagão

Amapá: senador pede cancelamento de concessão após novo apagão

Estado sofreu a segunda interrupção no fornecimento em 16 dias; novo problema registrado ontem já deixa a população há 12h sem eletricidade 

  • Brasil | Do R7

Senador aponta descaso do ONS e da Aneel

Senador aponta descaso do ONS e da Aneel

Fabio Rodrigues Pozzebom/30.05.2012/ABr

O senador do Amapá Randolfe Rodrigues (Rede) considera criminoso o que está acontecendo com a população de seu Estado, vítima do segundo apagão no fornecimento de energia em 16 dias. 

Estamos vivendo um apagão de informações, diz Randolfe Rodrigues

Em um tuíte no início desta quarta-feira (18), ele pediu a cassação da concessão da fornecedora de energia, a companhia LMTE (Linhas de Macapá Transmissora de Energia) após o novo apagão registrado terça-feira (17), às 20h31.

Ele também pede que os diretores da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e do ONS (Operador Nacional do Sistema) sejam afastados até a investigação das causas dos problemas no Estado.

A população de 13 dos 16 municípios amapaenses sofre desde terça-feira à noite com um novo apagão. Após doze horas da interrupção na distribuição, ainda não se sabe a causa do problema.

Inicialmente, a CEA (Companhia de Eletricidade do Amapá) apontou que houve um curto-circuito na Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes.

Segundo apuração do blog de Christina Lemos para o R7, o senador Davi Alcolumbre (DEM), presidente do Senado, se informou junto ao MME (Ministério de Minas e Energia), que disse não se tratar de um novo apagão, mas de uma instabilidade no sistema provocada por sobrecarga. O transformador já está sendo reenergizado e o sistema deve voltar ao normal nas próximas horas.

Em nota, o ministério confirmou a infomação. "O sistema elétrico apresentou instabilidade e as causas estão sendo investigadas. O sistema está sendo restabelecido gradualmente", disse a pasta.

O Governo do Amapá também foi na mesma linha.

A concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia informou que o blecaute não teve origem em suas linhas de transmissão e o transformador instalado na subestação da capital está em funcionamento desde 7 de novembro.

As cidades de Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Oiapoque não sofrem com blecaute porque possuem subestação própria.

Últimas