Novo Coronavírus

Brasil Após decisão do STF, frente dos prefeitos anuncia consórcio

Após decisão do STF, frente dos prefeitos anuncia consórcio

O objetivo é a criação de um consórcio público com a finalidade específica de comprar vacinas contra covid-19

Reuters - Brasil
Governo federal já comprou as vacinas AstraZeneca-Oxford e CoronaVac

Governo federal já comprou as vacinas AstraZeneca-Oxford e CoronaVac

Tânia Rêgo/Agência Brasil - 27.01.2021

A FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) anunciou nesta terça-feira (23) em sua conta no Twitter que vai liderar a criação de um consórcio público com a finalidade específica de comprar vacinas contra covid-19.

A decisão da FNP ocorre após o Supremo Tribunal Federal ter formado maioria nesta terça, em julgamento virtual, para permitir que estados e municípios possam importar e distribuir vacinas contra covid registradas por órgãos reguladores estrangeiros previstos em lei caso a Anvisa não avalie um eventual pedido apresentado no Brasil em até 72 horas.

"A iniciativa não tem o propósito de se sobrepor às negociações em vigor com o governo federal. Serão exclusivamente para a aquisição de imunizantes que não estejam no escopo do Ministério da Saúde", explicou a FNP pelo Twitter.

Até o momento, o governo federal já adquiriu, para uso emergencial, as vacinas AstraZeneca-Oxford e CoronaVac. Nesta terça, a Anvisa autorizou o registro definitivo da vacina da Pfizer, mas o governo federal ainda não tem um acordo fechado com o laboratório para aquisição de doses.

Governadores e prefeitos têm pressionado desde o ano passado o governo federal a ampliar a oferta de vacinas contra covid no país.

Últimas