Após prisão de menos de 10h, 'Rei Arthur' é solto nos Estados Unidos

Sem todos documentos para renovar o visto, ele foi considerado um imigrante ilegal; rapidamente, defesa do empresário agiu para garantir sua soltura

Após prisão de menos de 10h, 'Rei Arthur' é solto nos Estados Unidos

Arthur Soares foi preso nos EUA esta sexta-feira (25)

Arthur Soares foi preso nos EUA esta sexta-feira (25)

Record TV

A prisão do empresário carioca Arthur Soares esta sexta-feira (25), nos Estados Unidos, durou menos de dez horas. 'Rei Arthur', como é conhecido, não havia sido preso pelas suspeitas de envolvimento em corrupção, mas por um problema de imigração. Sem todos os documentos para renovar o visto, ele foi considerado um imigrante ilegal.

Rapidamente, sua defesa agiu e entregou todos os documentos necessários exigidos para um novo visto e Soares foi solto no início da noite desta sexta. 

O Ministério Público do Rio de Janeiro havia pedido em 2017 ao governo dos EUA a volta do empresário ao Estado. Arthur é investigado em processos da Lava Jato no Rio por pagamento de propina ao ex-governador Sérgio Cabral, condenado por chefiar esquemas de corrupção durante os dois mandatos, em troca de contratos com o governo do Estado.

O dono do Grupo Facility também é acusado de comprar votos para o Rio sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

Em um depoimento, Sérgio Cabral afirmou que, por meio de caixa 2, Arthur Soares deu de R$ 3 milhões a R$ 4 milhões à campanha do ex-prefeito Eduardo Paes em 2008 e "reclamou muito porque os serviços não foram dados a ele".