Reforma da Previdência
Brasil Aposentados ocupam sede do INSS em São Paulo contra a extinção do Ministério da Previdência

Aposentados ocupam sede do INSS em São Paulo contra a extinção do Ministério da Previdência

Cerca de 100 manifestantes protestam contra as mudanças de regras na aposentadoria

Aposentados ocupam sede do INSS em São Paulo contra a extinção do Ministério da Previdência

Os aposentados decidiram ocupar a sede do INSS em São Paulo

Os aposentados decidiram ocupar a sede do INSS em São Paulo

Renan Matavelli/Fapesp

Um grupo de manifestantes da Fapesp (Federação dos Aposentados e Pensionistas do Estado de São Paulo) decidiu ocupar a sede da superintendência do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para protestar contra a extinção do Ministério da Previdência Social e o projeto de reforma nas regras de aposentadoria.

O ministério da Previdência foi anexado ao ministério do Trabalho, ainda no governo Dilma Rousseff. Na gestão interina de Michel Temer, a Previdência Social perdeu de vez o status de ministério e virou uma secretaria subordinada ao ministério da Fazenda. 

Leia mais notícias de Economia

A ocupação, de acordo com os manifestantes, deve durar todo o dia. O protesto começou com uma passeata da sede da federação dos aposentados, na rua 24 de maio, até a superintendência do INSS, no viaduto Santa Efigênia, ambos os locais na região central de São Paulo.

A ocupação da Fapesp no prédio do INSS conta com manifestantes de Matão, Taquaritinga, Araraquara, Catanduva, Jundiaí, Osasco, Guarulhos e Santo André. Além de aposentados e pensionistas que moram em São Paulo.

"Nossa maior arma de luta é a nossa união. Mais do que nunca precisamos mobilizar o maior número de aposentados, idosos para lutar com todas as forças contra a reforma da previdência e a extinção do Ministério da Previdência. Precisamos mostrar ao governo que temos propostas concretas que não reduzem os direitos dos aposentados e idosos", disse Antônio Alves da Silva, presidente da Fapesp.

Os aposentados da Fapesp sugerem a criação de um fundo previdenciário com administração quadripartite da Previdência, com participação do governo, dos aposentados, dos empresários e dos sindicatos.  "A Previdência Social precisa ter uma administração séria e transparente",disse Silva.

Em Brasília, a Cobap (Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas) e a Anasps (Associação Nacional dos Servidores da Previdência Social) instalaram um outdoor pedindo a volta do Ministério da Previdência. A mensagem é direcionada aos parlamentares e o cartaz está em uma avenida de acesso ao aeroporto de Brasília. 

"A Previdência tem sozinha 30% da receita administrada pela Receita federal. Mais do que isso, tem razões próprias de sua existência, fundamentadas em princípios universais de caráter social, que não entram na cabeça dos fiscalistas brasileiros, que tem na relação receita/despesa/PIB o único indicador de eficiência, que nem mesmo eles respeitam", disse Paulo César Régis de Souza, vice-presidente da Anasps.

Outdoor em Brasília pede a volta do Ministério da Previdência

Outdoor em Brasília pede a volta do Ministério da Previdência

Reprodução/Internet
    Access log