Resumo do dia
Brasil As notícias mais importantes do dia 11 de março de 2019

As notícias mais importantes do dia 11 de março de 2019

Temporais na Grande São Paulo, detalhes sobre a visita de Bolsonaro aos EUA e condenação de membros do PCC marcaram as últimas horas

Notícias do Dia

O dia 11 de março de 2019 foi marcado pelo temporal que atingiu a Grande São Paulo e deixou ao menos 600 pontos de alagamento e 12 mortos. Também aparecem entre os destaques das últimas horas os detalhes da visita de Bolsonaro aos Estados Unidos e a condenação de membros do PCC (Primeiro Comando da Capital). Confira a seguir:

Chuvas em SP causam ao menos 12 mortes

Temporais deixaram mais de 600 pontos de alagamento na Grande SP

Temporais deixaram mais de 600 pontos de alagamento na Grande SP

Anderson Gores/Agência F8/Estadão Conteúdo - 11.3.2019

A cidade de São Paulo e os bairros do ABCD Paulista amanheceram embaixo d’água após um temporal que caiu na região entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (11). As fortes chuvas deixaram mais de 600 pontos de alagamentos, ocasionaram na morte de ao menos 12 pessoas e devem resultar em um prejuízo de R$ 45 milhões para o comércio da Grande São Paulo. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas intensas foram ocasionadas pela temperatura alta no mar associada a frente fria.

Ministros vão acompanhar Bolsonaro em visita aos EUA

Presidente vai se encontrar com Donald Trump na próxima semana

Presidente vai se encontrar com Donald Trump na próxima semana

Ueslei Marcelino/Reuters - 1.1.2018

A comitiva do presidente Jair Bolsonaro que visitará os Estados Unidos na próxima semana contará com pelo menos sete ministros. Na viagem, Bolsonaro se reunirá com o presidente norte-americano, Donald Trump, e deve homenagear soldado desconhecido.

Venezuela tem mais de 20 mortos por apagão

Delegação da ONU viaja ao país para realizar reuniões

Delegação da ONU viaja ao país para realizar reuniões

Marco Bello/Reuters - 09.03.2019

Já passa dos 20 o número de mortes em hospitais pelo blecaute que atinge a Venezuela desde a última quinta-feira (7). Entre as vítimas estão quatro recém-nascidos. Diante da situação, uma delegação da ONU (Organização das Nações Unidas) chegou ao país para ter encontros com representantes de Nicolás Maduro e do autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó.

Justiça condena membros do PCC a 706 anos de prisão

Grupo respondia por incêndio criminoso e danos contra ônibus e prédios públicos

Grupo respondia por incêndio criminoso e danos contra ônibus e prédios públicos

Reprodução/Record TV Minas

A 2ª Vara de Tóxicos de Belo Horizonte condenou 25 integrantes da facção PCC (Primeiro Comando da Capital). O grupo, que respondia pelos crimes de organização criminosa, porte de arma de fogo, associação para o tráfico, incêndio criminoso e danos contra ônibus e prédios públicos, recebeu penas que variam entre 22 anos e 8 meses e 32 anos e 2 meses de prisão. Somadas, as condenações ultrapassam 706 anos de reclusão.

Neymar volta a ser investigado pela Receita espanhola

Autoridades miram renovação com o Barcelona e transferência para o PSG

Autoridades miram renovação com o Barcelona e transferência para o PSG

Charles Platiau/Reuters

O atacante Neymar voltou a ser investigando pela Receita espanhola devido à sua renovação de contrato com o Barcelona e transferência para o Paris Saint-Germain, no valor recorde de 222 milhões de euros (cerca de R$ 814 milhões). Segundo informações do jornal El Mundo, as autoridades avaliam que o craque deveria ter declarado os valores no próprio país.

Governo proíbe venda de 46 planos de saúde

Decisão leva em conta queixas sobre cobertura e atendimento

Decisão leva em conta queixas sobre cobertura e atendimento

Pixabay

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) suspendeu a comercialização de 46 planos de saúde de 13 operadoras a partir desta segunda-feira (11). A decisão ocorre em função de queixas sobre cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento e rede de atendimento.

Começa júri de acusados da morte do menino Bernardo

Réus respondem por homicídio, ocultação de cadáver e falsificação ideológica

Réus respondem por homicídio, ocultação de cadáver e falsificação ideológica

Reprodução/Rede Record

Começou na manhã desta segunda-feira (11) o julgamento dos quatro réus acusados de matar Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, com uma injeção letal, em abril de 2014, em Três Passos (RS). Na audiência, que deve durar cinco dias, o pai de Bernardo, Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugulini, e os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz respondem pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsificação ideológica.