Novo Coronavírus

Brasil Aumento de casos de covid-19 é maior no grupo de 0 a 29 anos

Aumento de casos de covid-19 é maior no grupo de 0 a 29 anos

Números de São Paulos mostram que crianças e jovens estão, proporcionalmente, ficando mais doentes, mas ainda morrem menos

  • Brasil | Do R7

Menos de 2% das mortes são entre crianças e jovens

Menos de 2% das mortes são entre crianças e jovens

EFE/EPA/DEDI SINUHAJI

Dados do Governo de São Paulo mostram que a faixa etária de 0 a 29 anos foi a que teve maior aumento de casos de covid-19 nos último meses. As informações foram publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo neste domingo (6).

Com alta de casos, Estados do país proíbem festas de fim de ano

Em junho, crianças e jovens de até 29 anos representavam 20% dos casos positivos. Desde setembro, já são 27% do total de infectados. Todas as outras faixas etárias diminuíram o porcentual de infecções no mesmo período.

Dos 1.250.590 casos de coronavírus confirmados até 1º de dezembro no Estado, 307.685 correspondem ao grupo de 0 a 29 anos.

Saiba como é possível se reunir no Natal com segurança

Se é o que registra mais casos, o grupo continua sendo o menos atingido pelas mortes, acumulando menos de 500 do total, menos de 2% das 42.290 mortes em São Paulo, de acordo com levantamento feito pelo jornal.

Em coletiva de imprensa no dia 26 de novembro, o coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, João Medina, alertou para a forma como essa faixa etária tem ajudado a disseminar a doença.

“Nós realmente temos um aumento dos casos positivos em todos os laboratórios, principalmente envolvendo jovens. Esse é um perfil que também aconteceu na Europa”, afirmou.

Últimas