Balé no Teatro Municipal marca 60 anos de relação entre Brasil e Coreia

Evento foi uma celebração das dez décadas de relações diplomáticas e culturais entre o Brasil e a Coreia do Sul

Tradicional Teatro Municipal recebeu a companhia de Balé da Coreia do Sul

Tradicional Teatro Municipal recebeu a companhia de Balé da Coreia do Sul

Edu Garcia/R7

O Teatro Municipal de São Paulo recebeu, na noite desta sexta-feira (4), o balé nacional da Coreia do Sul, que apresentou a performance Vestígios de Areia Preta em comemoração aos 60 anos de relações diplomáticas entre o Brasil e a Coreia do Sul.

"O Brasil e a Coreia têm excelentes relações diplomáticas que se complementam por uma rica diversidade em suas manifestações culturais, como o K-Pop que é muito apreciado pelos brasileiros, mas também apresentações tradicionais como a do Balé Nacional da Coreia", afirmou Hak You Kim, cônsul-geral da República da Coreia.

Cônsul da Coreia, Hak You Kim, bispo Eduardo Bravo e sua esposa, Claudinéia Bravo

Cônsul da Coreia, Hak You Kim, bispo Eduardo Bravo e sua esposa, Claudinéia Bravo

Edu Garcia/R7

Para prestigiar a apresentação, diversas autoridades marcaram presença, entre eles o Secretário da Casa Civil do Governo de São Paulo, Antônio Carlos Rizek Maluf; Eduardo Bravo, líder institucional da Igreja Universal; vereadores da Câmara Municipal de São Paulo e os representantes dos consulados do Líbano, México e Cuba.

"É um prazer prestigiar esse marco das relações entre Brasil e Coreia, onde compartilhamos mais que cultura, mas também na religião. A Universal, por exemplo, está presente na região e estamos estreitando laços para que o Cônsul e toda a comunidade sul-coreana possam conhecer o Templo de Salomão", afirmou Eduardo Bravo.

Já o representante do Governador João Doria no evento destacou as relações e a importância da comunidade no Estado de São Paulo. "Cumprimentamos toda a comunidade, que possui pouco mais de 60 mil pessoas no Estado, mas que marcam uma importante amizade entre São Paulo e a Coreia do Sul", disse Maluf.

É a primeira apresentação do balé sul-coreano no Brasil

É a primeira apresentação do balé sul-coreano no Brasil

Edu Garcia/R7

Vestígios de Areia Preta

Na apresentação, 14 bailarinos da Companhia de Dança da Coreia do Sul encenam o espetáculo que mistura o conceito da companhia em misturar a tradição asiática com passos clássicos e contemporâneos, montados sobre um espetáculo de som e luzes em um cenário minimalista.

"E uma estreia internacional. Toda a comunidade coreana da cidade e o Centro Cultural Coreano vem trazendo muitas atividades para a cidade e é importante que o Teatro Municipal reconheça e prestigie essa cultura e dê mais um passo de integração entre esses povos", destacou Hugo Possolo, diretor do Teatro Municipal de São Paulo.

Consul da Coreia ofereceu um coquetel para convidados antes da apresentação

Consul da Coreia ofereceu um coquetel para convidados antes da apresentação

Edu Garcia/R7

60 anos de relações Brasil-Coreia

Desde a chegada dos primeiros sul-coreanos no Porto de Santos, na década de 50, cada vez mais a comunidade vem contribuindo para o desenvolvimento do país.

Quando chegaram ao Brasil, os coreanos trabalharam na agricultura e, aos poucos, foram ocupando as áreas urbanas, com o desenvolvimento do comércio, principalmente no setor de têxtil.

Atualmente são mais de 200 empresas sul-coreanas no Brasil e cerca de 60 mil cidadãos e decentes no estado de São Paulo. No contexto nacional, o país sempre contribuiu no desenvolvimento de tecnologia eletrônica e automotiva e, segundo o cônsul-geral da República da Coreia, Hak You Kim, a expectativa é estreitar ainda mais estas relações e continuar contribuindo e compartilhando tecnologia, cultura e educação com o Brasil.