Brasil Barroso vê momento atual como 'relativamente sombrio'

Barroso vê momento atual como 'relativamente sombrio'

Ministro do STF participou do encontro anual da Associação da Escola de Direito de Harvard do Brasil, no Rio, nesta sexta-feira (23)

Barroso participou de evento no Rio

Barroso participou de evento no Rio

Fábio Motta/Estadão Conteúdo - 23.11.2018

Ao fazer um balanço dos 30 anos da Constituição Federal de 1988, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso classificou o momento atual como "relativamente sombrio" mas ressaltou os avanços da democracia nas últimas três décadas.

"A fotografia do momento brasileiro é relativamente sombria, mas o filme da democracia brasileira é relativamente bom", afirmou Barroso a jornalistas, após participar do encontro anual da Associação da Escola de Direito de Harvard do Brasil, no Rio.

O ministro citou como avanços dos 30 anos de Constituição a estabilidade econômica e a liberdade de expressão. Como desafios ainda a superar, mencionou o sistema político caro e de baixa representatividade, a violência e a corrupção.

Questionado, Barroso evitou detalhar os motivos pelos quais classificou o momento como "sombrio".

O ministro iniciou a entrevista dizendo que não comentaria fatos do dia.

Últimas