Novo Coronavírus

Brasil Bolsonaro afirma que mãe, de 93 anos, tomou vacina de Oxford

Bolsonaro afirma que mãe, de 93 anos, tomou vacina de Oxford

Em live transmitida nas redes sociais, nesta quinta (18), presidente disse que decisão de imunizar idosa foi tomada em família

  • Brasil | Do R7

Presidente diz que cartão foi trocado

Presidente diz que cartão foi trocado

Reprodução/Vídeo

O presidente Jair Bolsonaro disse em live nesta quinta-feira (18) que sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, de 93 anos, foi vacinada contra o novo coronavírus com o imunizante da AstraZeneca/Oxford. 

Conforme o mandatário, após os filhos decidirem que ela deveria tomar a dose, Olinda, que mora com as irmãs do presidente no Vale do Ribeira (SP), recebeu a primeira vacina em 12 de fevereiro, em casa. A segunda dose, disse o presidente, está agendada para 5 de março.

"No cartão, estava, como fabricante da vacina, a Oxford. Duas horas depois, o enfermeiro voltou, pegou o cartão e rasgou. No novo cartão entregue estava escrito que era a vacina do [Instituto] Butantan [ligado ao Governo de São Paulo", afirmou o presidente.

Plebiscito em família

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, no início deste ano, Bolsonaro citou que, apesar de ter decidido não tomar vacina contra covid-19, ele e os irmãos estavam discutindo se a mãe, em idade avançada, deveria ser imunizada.

Pouco depois, informou que votou a favor da aplicação, mas aguardava a decisão dos irmãos.

Últimas