Bolsonaro cancela agenda e viagens após dizer que está com covid-19

Uma viagem para inaugurar obras na Bahia e uma visita a um posto da Polícia Rodoviária Federal em Minas não serão mais realizadas

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Reprodução/Record TV

O presidente Jair Bolsonaro cancelou agendas presenciais e viagens após afirmar que contraiu a covid-19, nesta terça-feira (7). De acordo com ele, uma viagem para inaugurar obras na Bahia e uma visita a um posto da Polícia Rodoviária Federal no interior de Minas Gerais, previstas para esta semana, não serão mais realizadas.

Antes de dizer que está com o novo coronavírus, Bolsonaro tinha uma agenda prevista para as 15 horas no Palácio do Planalto com o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo). O mandatário, porém, anunciou que ficará no Palácio da Alvorada e vai fazer apenas videoconferências, recebendo alguns documentos para assinar.

Veja a imagem do resultado do exame de Bolsonaro para covid-19

A confirmação do resultado positivo foi informado pelo próprio Bolsonaro em entrevista à Record TV.

O presidente afirmou que está se sentindo "perfeitamente bem" e que teve febre baixa. "Eu se não tivesse feito exame não saberia. E o resultado deu positivo", disse Bolsonaro.

"Acredito que não só o atendimento que eu tive, mas a forma como foi administrada a hidroxicloroquina. Foi quase de imediato (a melhora). Eu não sou médico, sou capitão do Exército. Mas a cloroquina, dada na fase inicial, a chance de sucesso chega por volta de 100%", afirmou.