Novo Coronavírus

Brasil Bolsonaro diz que critério do TCU incentiva notificações de covid-19

Bolsonaro diz que critério do TCU incentiva notificações de covid-19

Presidente avalia que governadores impulsionam o número de casos da doença para receber mais recursos do governo federal

  • Brasil | Do R7

Bolsonaro vê "indício de supernotificações" da covid

Bolsonaro vê "indício de supernotificações" da covid

Ueslei Marcelino/Reuters - 01.06.2021

O presidente Jair Bolsonaro voltou a citar o TCU (Tribunal de Contas da União) nesta quarta-feira (9) ao apontar que as notificações de casos de covid-19 no Brasil estão relacionadas aos repasses feitos a Estados e municípios.

De acordo com Bolsonaro, há dois acórdãos dizendo que o critério mais importante para envio de recursos para os Estados são as notificações de covid-19. Segundo ele, a prática incentivaria notificações por parte dos governadores.

Leia mais: TCU desmente Bolsonaro sobre números de mortes por covid

"Quando vemos a tabela da transparência, em 2020, houve um crescimento maior. É natural morrer mais gente ano após ano. Se tirarmos da tabela os óbitos por covid, teríamos um crescimento negativo e mais um indício de supernotificações", avaliou o presidente em conversa com apoiadores.

Para Bolsonaro, estudos apontam que as tais supernotificações podem chegar a 45%. "Se tirarmos isso, o Brasil teria uma das menores taxas de mortes por milhão de habitantes", completa ele. 

O presidente ressalta ainda que as supernotificações são usadas por governadores para justificar a adoção de medidas como o lockdown, que representa isolamento total de determinada região.

Cabe ressaltar que, na última segunda-feira (7), Bolsonaro citou informações falsas a respeito de um relatório do TCU que levantaria suspeitas sobre o real número de mortes em decorrência da covid-19 no Brasil. No dia seguinte, ele admitiu ter errado após o órgão negar a autoria do documento.

Últimas