Bolsonaro diz que irá aos EUA para conhecer energia elétrica sem fio

De acordo com o presidente, ele se reunirá com empresários militares para tratar da tecnologia. 'Vamos resolver o problema  de Roraima', disse

Bolsonaro encontrará empresários militares nos EUA

Bolsonaro encontrará empresários militares nos EUA

Edu Andrade/ Fatopress/ Estadão Conteúdo - 21.05.2019

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (3) que irá aos Estados Unidos, provavelmente em fevereiro, para ser apresentado à tecnologia de "transmissão de energia elétrica sem meios físicos".

Segundo Bolsonaro, ele se reunirá com empresários militares para tratar da tecnologia. "Se for real, e de acordo com a distância, que maravilha. Vamos resolver o problema de energia elétrica de Roraima passando por cima da floresta", afirmou o presidente.

Em seguida, Bolsonaro disse que o governo tenta construir o "Linhão do Tucuruí" para transmitir energia na região, mas não consegue por dificuldade de atravessar uma reserva indígena.

O presidente disse que "está prevista" a sua ida ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que ocorre de 21 a 24 de janeiro. O mandatário disse que em seguida viajará para a Índia. "Na Índia é comércio enorme que vamos abrir mais as portas ainda", afirmou.

Argentina

Bolsonaro falou que não está previsto, mas receberia no Brasil com "honras de chefe de Estado" o presidente da Argentina, Alberto Fernández. "Temos bom comércio em boas áreas. Espero que medida de sobretaxar distribuição de grãos, trigo, não valha para nós. E continuamos aqui buscando consolidação do acordo entre Mercosul e União Europeia", afirmou.