Bolsonaro e Netanyahu se reúnem no Forte de Copacabana, no Rio

Pauta do encontro do presidente eleito e com o primeiro-ministro israelense, que ocorreu a portas fechadas, é a relação bilateral entre os dois países

Presidente eleito e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em reunião no Rio

Presidente eleito e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em reunião no Rio

Divulgação

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, se reuniram no Forte de Copacabana, na zona sul do Rio, nesta sexta-feira (28). Bolsonaro e Netanyahu, que desembarcou na capital fluminense no fim da manhã, chegaram em dois comboios sob forte esquema de segurança.

O encontro ocorre a portas fechadas — apenas cinegrafistas de emissoras de TV do país e jornalistas israelenses puderam acessar o Forte.

Além do presidente eleito, a comitiva brasileira conta com a presença dos futuros ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Paulo Guedes (Economia).

A pauta do encontro é a relação bilateral entre Brasil e Israel. Na quinta-feira, Netanyahu informou pelo Twitter que pretendia discutir os laços de Israel "com o maior país da América Latina, o quinto país mais populoso do mundo", e afirmou que o Brasil é "um país enorme, com enorme potencial para o Estado de Israel, economicamente, diplomaticamente e com relação a segurança".

Na mesma rede social, Bolsonaro disse que pretende "discutir novos rumos para nossas nações".

O presidente eleito deixou sua casa, na Barra da Tijuca, sob gritos de "mito" — cerca de 20 pessoas aguardavam a saída do comboio na portaria.

Bolsonaro recebeu apoio também durante a chegada ao Forte de Copacabana.