Brasil Bolsonaro: Governador quer pacto por emprego e deixa Estado fechado

Bolsonaro: Governador quer pacto por emprego e deixa Estado fechado

Declaração foi um recado ao chefe do Executivo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); presidente conversou com apoiadores em frente ao Alvorada 

  • Brasil | Daniel Trevor e Christina Lemos, da Record TV

Bolsonaro volta a defender reabertura

Bolsonaro volta a defender reabertura

Adriano Machado/Reuters - 22.07.2020

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta terça-feira (28) os governadores que mantêm as atividades econômicas de seus Estados fechadas por causa do medo de infecção pelo novo coronavírus.

A crítica desta vez foi direcionada ao chefe do Executivo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

“Tem governador agora que quer que eu faça um pacto pelo emprego. Mas ele continua com o Estado dele fechado”, afirmou a apoiadores em referência ao ofício encaminhado por Flávio Dino na segunda-feira (27) pedindo que o presidente lidere um encontro com os representantes dos Estados, presidentes de confederações empresariais e centrais sindicais para a criação de um “Pacto Nacional pelo Emprego”.

Bolsonaro critica 'desinformação' e 'pânico disseminado' por pandemia

A carta assinada por Flavio Dino, endereçada a Bolsonaro, sugere "planejar com urgência medidas para o cenário" de crescimento do desemprego no segundo semetre. Dino propõe, então, uma reunião liderada por Bolsonaro, com governadores, centrais sindicais e empresários a fim de evitar as demissões.

Carta enviada pelo governador Flavio Dino ao presidente Jair Bolsonaro

Carta enviada pelo governador Flavio Dino ao presidente Jair Bolsonaro

Reprodução

Dino também se expressou pelo Twitter sobre a carta:

Últimas