Novo Coronavírus

Brasil Bolsonaro pede à Índia que acelere envio de vacina contra covid-19

Bolsonaro pede à Índia que acelere envio de vacina contra covid-19

Presidente mandou carta ao premiê indiano pedindo 2 milhões de doses feitas pelo Instituto Serum para vacinação emergencial

  • Brasil | Do R7, com informações da Reuters

Resumindo a Notícia

  • Governo conta com 2 milhões de doses da vacina indiana para iniciar vacinação no país
  • Vacina depende ainda de autorização da Anvisa
  • Pedido não afeta programa de imunização da Índia, segundo carta
  • Anvisa já autorizou uso emergencial de vacinas da Oxford e do Butantan
O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Adriano Machad/Reuters - 17.11.2020

O presidente Jair Bolsonaro enviou nesta sexta-feira (8) uma carta ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, em que pede ajuda para que seja antecipado o envio de doses da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca produzidas na Índia ao Brasil, informou o Palácio do Planalto.

O governo brasileiro conta com o envio de 2 milhões de doses produzidas pelo Instituto Serum para a vacinação emergencial contra Covid-19 no país, depois que for concedida autorização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Executivo quer começar a imunização, no cenário mais otimista, a partir de 20 de janeiro. Além da vacina da AstraZeneca, o governo federal também aguarda aprovação da Anvisa à CoronaVac, da chinesa Sinovac e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

Em nota o Ministério da Saúde afirmou:

"Com o intuito de ampliar e agilizar a disponibilização de vacinas confiáveis e eficazes ao Brasil, o presidente da República Jair Bolsonaro enviou nesta sexta-feira (8) uma carta ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, na qual solicitou urgência no fornecimento de 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca ao Brasil – sem qualquer risco de prejuízo ao programa indiano de vacinações.

O imunizante está sendo produzido no Serum Institute of India e deverá integrar de forma imediata a implementação do nosso Programa Nacional de Imunização.

No documento, Bolsonaro também agradece o país indiano pela liberação das exportações dos insumos farmacêuticos produzidos na Índia, de extrema relevância para o abastecimento do mercado brasileiro,"

Últimas