Bolsonaro vai ao Chile discutir novo bloco de países sul-americanos

O propósito é criar um novo marco na América do Sul para melhor cooperação e integração livre de ideologias, diz Presidência da República

Bolsonaro desembarcando na base aérea de Brasília nesta quarta-feira (20)

Bolsonaro desembarcando na base aérea de Brasília nesta quarta-feira (20)

Divulgação/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro irá fazer uma visita oficial ao Chile nesta quinta-feira (21) para participar de uma reunião com os presidentes de outros seis países sul-americanos para discutir a criação de um novo bloco de países para substituir a Unasul (União de Nações Sul-Americanas).

Leia também: Falha na comunicação faz maioria não aprovar reforma da Previdência

A Unasul foi criada em 2008 na tentativa de desenvolver uma série de acordos para que os países sul-americanos tivessem uma moeda única e entidades unificadas para decisões políticas, econômicas e até mesmo militares entre os signatários, aos moldes de como funciona a União Europeia.

Leia mais: Bolsonaro fez promessa de fazer viagem ao Chile

“O propósito é criar um novo marco na América do Sul para melhor cooperação e integração livre de ideologias, aberto a todos e 100% comprometido com a democracia e os direitos humanos”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros.

Bolsonaro deve encontrar os presidentes da Argentina, da Colômbia, do Equador, do Paraguai e do Peru, acompanhado dos ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, Wagner Rosário, da Controladoria Geral da União, e do general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Dois deputados federais do PSL (Partido Social Liberal), também integram a comitiva.

O Presidente da República deve ainda ter uma reunião com Sebastian Piñera, presidente do Chile, para discutir temas de relações comerciais entre os dois países, sendo que o Chile é um importante parceiro comercial do Brasil.  A comitiva deve retornar ao Brasil no sábado (23).

Aniversário no Chile

Bolsonaro faz aniversário nesta quinta-feira (21) e estará em viagem oficial ao Chile, a comemoração deve acontecer na casa do embaixador do Brasil em Santiago, onde deve ser oferecido um jantar em comemoração aos 64 anos do presidente.

Antes do jantar, ainda está previsto que o presidente faça uma transmissão ao vivo nas redes sociais da Presidência da República, por volta de 19h (Horário de Brasília).