Bolsonaro veta artigo que permitia a síndico proibir uso de áreas comuns

Projeto aprovado pelo Congresso previa ainda que responsável pelo edifício poderia vetar festas em áreas dos condôminos, trecho também vetado

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro vetou na quarta-feira (10) artigos do Projeto de Lei nº 1179/2020 que permitiam a síndicos de condomínios restringir a utilização de áreas comuns e proibir reuniões e festas, inclusive em áreas de propriedade exclusiva dos condôminos.

O projeto foi aprovado em maio pelo Congresso e traz uma série de regras jurídicas de direito privado que devem valer no período de combate à pandemia de covid-19. 

"Qualquer decisão de restrição nos condomínios deve ser tomada seguindo o desejo dos moradores nas assembleias internas", afirmou o presidente.

O presidente anunciou nas redes sociais nesta quinta-feira (11) que vetou 8 dos 21 artigos do projeto de lei. A promulgação do texto no Diário Oficial da União deve ocorrer nos próximos dias.

'Presidente não é responsável por atos de eleitores', diz advogada