Brasil Bolsonaro visita batalhão em MG que atuará em obras de ferrovia 

Bolsonaro visita batalhão em MG que atuará em obras de ferrovia 

A visita em Araguari não constava da agenda oficial do presidente. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, também participou do encontro

Agência Estado
Bolsonaro posa para fotografia no canal de transposição do Rio São Francisco

Bolsonaro posa para fotografia no canal de transposição do Rio São Francisco

Alan Santos /PR - 26.06.2020

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, foram neste sábado a Araguari, no Triângulo Mineiro, para visitar o Batalhão Ferroviário da cidade, onde fica o Centro de Instrução de Engenharia do Exército, segundo apurou o Broadcast.

O batalhão assumirá as obras de um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, na Bahia, junto com as empresas que já operam a ferrovia. A visita não constava da agenda oficial do presidente. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, também participou da visita.

Leia mais: Presidente Bolsonaro inaugura trecho da transposição do Rio São Francisco

A viagem faz parte da tentativa do governo de emplacar uma agenda positiva para a economia do País diante do avanço da pandemia do novo coronavírus. Nesta sexta-feira (26), o presidente, ministros e parlamentares aliados do governo participaram da inauguração da Transposição do Rio São Francisco no Ceará.

Em um dos vídeos da visita à cidade mineira postados nas redes sociais, Bolsonaro aparece cumprimentando soldados do Exército após apresentação do Hino Nacional. O presidente ignorou as recomendações de proteção e isolamento social contra a covid-19 e não utilizou máscara ao cumprimentar os soldados e para tirar fotos com apoiadores que o esperavam no local.

Veja também: Águas do Rio São Francisco chegam ao Ceará nesta sexta-feira

Quando chegou ao município, por volta das 11h deste sábado, Bolsonaro também provocou aglomeração. Ao pousar na base da Polícia Rodoviária Federal, ele tirou a máscara para cumprimentar de longe apoiadores que o aguardavam na rodovia. O presidente segurou o equipamento de segurança e chegou a passar a mão no rosto.

Nesta semana, um juiz do Distrito Federal determinou que o presidente deve ser obrigado a usar máscara em espaços públicos da capital. A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão. O uso do equipamento de proteção também é obrigatório em todo o Estado de Minas Gerais desde abril.

Durante a visita de Bolsonaro a Araguari, técnicos do Ministério da Saúde anunciaram, em Brasília pela manhã, acordo com a Universidade de Oxford para produção de doses de uma vacina que está em teste para imunização contra a covid-19. O Brasil passa de 55 mil mortos pela doença causada pelo novo coronavírus.

Sem informar na agenda e sem alarde, Bolsonaro deixou Brasília rumo à cidade mineira antes das 9h deste sábado. A assessoria da Presidência disse que ainda não tem informações sobre o retorno do presidente à capital federal.

Últimas