Coronavírus

Brasil Brasil recebe nesta sexta (25) mais 3 milhões de doses da Johnson

Brasil recebe nesta sexta (25) mais 3 milhões de doses da Johnson

Imunizante com dose única faz parte de promessa do governo americano de doar 80 milhões de vacinas a vários países 

  • Brasil | Do R7

A vacina Janssen, da Johnson & Johnson, é aplicada em dose única

A vacina Janssen, da Johnson & Johnson, é aplicada em dose única

Dirk Waem/Belga/AFP - 30.04.2021

Mais 3 milhões de doses da vacina Janssen, da Johnson & Johnson, chegarão ao Brasil nesta sexta-feira (25). O avião com lote, que faz parte de uma doação dos Estados Unidos, está previsto decolar no fim da noite de hoje e desembarcar no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), às 9 horas de amanhã.

Leia também: Queiroga afirma que Saúde estuda cancelar compra da Covaxin

O governo norte-americano, que prometeu doar 80 milhões de vacinas aos países que mais precisam, afirmou que equipes científicas e autoridades legais e regulatórias de ambos os países trabalharam juntas para garantir a entrega rápida da vacina.

Na terça-feira (22), havia chegado ao país a primeira remessa do imunizante com 1,5 milhão de doses, de um contrato com a farmacêutica que prevê 38 milhões de vacina. A principal vantagem do imunizante é que a aplicação é de dose única, não requer uma segunda dose para ser eficaz contra a covid-19.

Outra vacina

Um novo lote da Pfizer/BioNTech com 936 mil doses está previsto para chegar nesta quinta-feira, totalizando 13 milhões de doses até o final desta semana entregues ao Ministério da Saúde, desde o fim de abril. Todas as entregas do imunizante também ocorrem em Viracopos.

As unidades fazem parte do contrato do Ministério da Saúde com a farmacêutica, que prevê a entrega de 100 milhões de doses até setembro. Outras 100 milhões de doses, fruto de uma segunda negociação, estão previstas para ser entregues entre setembro e dezembro, totalizando 200 milhões de doses da Pfizer apenas em 2021.

Além da Johnson e da Pfizer, fazem parte das vacinas contratadas pelo governo federal a AstraZeneca, produzida pela Fiocruz com ingredientes importados, e a CoronaVac, do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Até agora, o Ministério da Saúde já distribuiu mais de 123,2 milhões de doses de imunizantes, desde 18 de janeiro. 

Mais de 90 milhões de doses já foram aplicadas, sendo que 40,8% da população-alvo de 160 milhões de brasileiros já recebeu a primeira dose da vacina. São mais de 65,3 milhões com a primeira dose e 24,7 milhões com a segunda dose.
 

Atualização
Diferentemente do publicado originalmente, as 3 milhões de doses de vacina da Johnson chegam na sexta-feira (25), e não nesta quinta (24).

Últimas