Brasil Câmara aprova MP que reduz exigência para empréstimos

Câmara aprova MP que reduz exigência para empréstimos

Medida libera empresas e pessoas físicas de uma série de obrigações para que tenham acesso facilitado ao crédito bancário durante a pandemia

  • Brasil | Do R7, com Agência Câmara

Plenário da Câmara durante votação remota

Plenário da Câmara durante votação remota

Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 958/20, que dispensa os bancos públicos de exigir dos clientes (empresas e pessoas físicas) uma série de documentos fiscais na hora da contratar ou renegociar empréstimos.

Leia também: Alcolumbre prorroga MP que facilita acesso ao crédito bancário

Os deputados analisam agora os destaques apresentados pelos partidos que pretendem mudar pontos do parecer do relator, deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR).

Segundo o texto, a data limite dessa dispensa passa de 30 de setembro para 31 de dezembro de 2020 ou até quando durar o estado de calamidade pública decorrente da covid-19. Micro e pequenas empresas contarão com prazo estendido de mais 180 dias além deste.

A MP 958 libera empresas e pessoas físicas de uma série de obrigações para que tenham acesso facilitado ao crédito bancário e sofram menos os impactos econômicos decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

Na lista de facilidades, a MP dispensa os bancos públicos de exigirem dos clientes a apresentação de certidões de quitação de tributos federais, certificado de regularidade do FGTS e comprovante de regularidade eleitoral. A isenção não alcança tributos previdenciários.

Últimas