Reforma da Previdência
Brasil Câmara tem sessão nesta sexta e conta prazo para Previdência

Câmara tem sessão nesta sexta e conta prazo para Previdência

Parecer apresentado na quinta-feira exclui do texto pontos polêmicos, como a capitalização e a inclusão de Estados e municípios nas novas regras

Reforma da Previdência

Relator apresentou parecer na quinta-feira (13)

Relator apresentou parecer na quinta-feira (13)

Ueslei Marcelino/Reuters

A Câmara dos Deputados obteve quórum e realizou uma sessão não deliberativa nesta sexta-feira (14), permitindo que seja contado o primeiro dia do prazo de vista concedido à comissão especial que discute a reforma da Previdência.

Na quinta-feira (13), o relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou e leu seu parecer sobre a PEC (Proposta de Emenda à Constituição). Logo após a leitura, foi concedido o prazo de vista de duas sessões.

Na ocasião, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), afirmou que a intenção é votar a proposta na Casa antes do recesso parlamentar, que tem início na segunda quinzena de julho.

Também declarou que haveria um esforço para garantir quórum nesta sexta e na segunda-feira — dois dias tipicamente esvaziados no Congresso — para realizar sessões no plenário da Câmara e garantir o início da discussão da PEC na comissão já na terça-feira (18).

Já está convocada uma reunião deliberativa da comissão convocada para a manhã da terça-feira.

O parecer apresentado na quinta-feira exclui do texto pontos polêmicos, como a capitalização e a inclusão de Estados e municípios nas novas regras.

Também deixa de fora da PEC as alterações previstas no BPC (Benefício de Prestação Continuada) e na aposentadoria rural, dois outros temas que enfrentavam forte resistência entre os parlamentares.