Brasil Câmera Record: cidade símbolo de combate à fome está mais pobre

Câmera Record: cidade símbolo de combate à fome está mais pobre

Guaribas, no interior do Piauí, foi escolhida para o lançamento do programa Fome Zero; hoje, quase todos dependem de programa social para sobreviver

Para se chegar em Guaribas, da capital Teresina (PI), é preciso enfrentar quase 10 horas de asfalto e terra.

No terceiro episódio da websérie "Mapa da Fome" (veja aqui o primeiro e o segundo episódios), o Câmera Record foi até o município. Há 15 anos, a cidade foi símbolo do lançamento do programa Fome Zero. Era a cidade mais pobre do Brasil, à época. 

Desde então, teve um pequeno período de prosperidade, mas, segundo o IBGE, voltou a figurar entre as mais famintas do país. Metade da sua população de 4.489 pessoas é extremamente miserável. Tem renda média de 162 reais e 95% dos habitantes dependem do bolsa família.

"Houve uma concentração de ações do governo em Guaribas na época. Isso, todavia, não foi suficiente para gerar um circuito local de produção e consumo virtuoso", afirma José Graziano, coordenador do Fome Zero em 2003 e hoje diretor-geral da ONU para agricultura e alimentação.

Em Guaribas, a falta de comida separa famílias, que busca uma vida melhor em outro lugar. É onde, também, a mãe assiste, sem chance de fazer absolutamente nada, a filha morrer de fome. Maria jamais vai esquecer o rostinho da filha Gilmara.

"Ela era bem bonitinha, tinha seis anos, do cabelo ruinzinho, o coração dói", lembra-se, com os olhos cheios de lágrimas. Nossa equipe também denuncia como alguns comerciantes se apropriam do Bolsa Família de outras pessoas, fazendo com que elas fiquem penduradas em dívidas e nem sequer saibam quanto ganham no cartão por mês.