Coronavírus

Brasil Cinco estados já têm mais casos da covid-19 que leitos de UTI

Cinco estados já têm mais casos da covid-19 que leitos de UTI

Acre, Amazonas, Ceará, Amapá e Roraima já registram mais casos confirmados da covid-19 do que leitos de UTI, fundamentais para casos graves

  • Brasil | Márcio Neves, do R7

Leitos de UTI são fundamentais para o tratamento de casos graves da covid-19

Leitos de UTI são fundamentais para o tratamento de casos graves da covid-19

Divulgação/Governo do Ceará

Os estados do Acre, Amazonas, Ceará, Amapá e Roraima já registram mais casos do que o número de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), essenciais para dar suporte a pessoas com casos graves da covid-19. 

O R7 analisou os dados de leitos e casos divulgados pelo Ministério da Saúde até o último balanço na tarde desta quinta-feira (9), e que apontam que estes estado já entram em uma tendência de sobrecarga do sistema de saúde nestes locais.

Leia mais: Brasil registra 141 novas mortes por covid-19; total chega a 941

O estado do Amazonas é o que tem a situacão mais crítica, com 899 casos e somente 264 vagas de UTI. Na sequencia temos o estado de Amapá que possuí 128 casos e somente 46 leitos, seguido por Roraima, com 52 casos e 25 leitos, o estado do Ceará que já registra 1425 casos, quase o dobro dos 802 leitos, e o Acre que tem 62 casos para os 48 leitos de UTI que possuí.

Os dados mostram ainda que em São Paulo, a relação de número de casos, que já somam 7.480,  já chega a 90% dos 8.395 leitos de UTI do estado.Com uma média entre 400 e 500 novos casos por dia, o estado deve atingir o nível crítico em proporção ao número de vagas já nesta sexta-feira (10).

O Brasil tem, no total, 30.623 leitos de UTI, o equivalente a 58% dos casos confirmados do novo coronavírus em todo o país, até está quinta-feira (9). O número de leitos contabilizados pelo Ministério da Saúde inclui leitos do SUS e privados.

941 mortes e 17.857 casos

O Brasil registrou 141 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 941 óbitos nesta quinta-feira (9), informa o boletim mais recente do Ministério da Saúde.

O número de casos confirmados em laboratório subiu de 15.927 para 17.857, incremento de 1.930 registros de um dia para o outro.

A taxa de letalidade da doença teve leve variação, de 5% ontem para 5,3% hoje.

Últimas