Operação Lava Jato
Brasil Collor deixa de pagar parcelas de Lamborghini de R$ 3,8 mi e fica inadimplente após a Lava Jato

Collor deixa de pagar parcelas de Lamborghini de R$ 3,8 mi e fica inadimplente após a Lava Jato

Segundo o MPF, "fim do fluxo de propina" impediu o pagamento do carro do senador

Collor deixa de pagar parcelas de Lamborghini de R$ 3,8 mi e fica inadimplente após a Lava Jato

Lamborghini Aventador LP 700-4 Roadster apreendido na casa da Dinda, residência de Fernando Collor em Brasília

Lamborghini Aventador LP 700-4 Roadster apreendido na casa da Dinda, residência de Fernando Collor em Brasília

Ueslei Marcelino/Reuters

O Lamborghini apreendido na casa da Dinda, residência do senador Fernando Collor em Brasília, está com as parcelas atrasadas. Essa é a constatação enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Segundo o documento do líder do MPF (Ministério Público Federal), o Lamborghini foi adquirido com a entrega de um veículo no valor de R$ 400 mil mais o financiamento de R$ 1,6 milhão, em conjunto com o pagamento de parcelas em dinheiro no valor de R$ 1,2 milhão. Novo, o carro é encontrado no mercado por R$ 3,8 mi.

Ao STF, Janot diz que Collor recebeu R$ 26 milhões de propina

Janot aponta que o carro está “inadimplente”, provavelmente, em razão do “fim do fluxo de propina” após o início da Operação Lava Jato.

Leia mais notícias de Brasil no Portal R7

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser

Polícia Federal apreende três carros de luxo na casa de Fernando Collor. Veja fotos

No documento, são apontados indícios de que os veículos foram usados para lavagem de dinheiro.