Brasil Com aposentadoria, Barbosa deve manter salário de R$ 29 mil e pode faturar com aulas no exterior

Com aposentadoria, Barbosa deve manter salário de R$ 29 mil e pode faturar com aulas no exterior

Ministro perderá bonificação de R$ 3.000, mas poderá receber R$ 18 mil como professor nos EUA

Com aposentadoria, Barbosa deve manter salário de R$ 29 mil e pode faturar com aulas no exterior

Com a aposentadoria, anunciada na quinta-feira (29), o ministro Joaquim Barbosa deve manter seu salário-base de R$ 29.462,25, informou o STF (Supremo Tribunal Federal). Ele ainda poderá complementar a renda dando aulas em universidades nos Estados Unidos.

Atualmente, todos os 17 ministros inativos do STF recebem os mesmos R$ 29.462,25 brutos. O valor é o teto do funcionalismo público. A remuneração de ministros ativos e aposentados é divulgada mensalmente no site da Corte.

Leia mais notícias de Brasil e Política

Oficialmente, o valor da aposentadoria de Barbosa será calculado pelo tribunal depois que seu pedido de afastamento for efetivado.

Com mais de cinco anos no cargo (Barbosa está há 11 anos no STF) e há 41 anos como servidor público, o ministro não deve ter reduções em relação ao salário-base.

Barbosa só deixará de receber o bônus de R$ 3.240,84, referente ao “abono de permanência” — a bonificação, equivalente à contribuição previdenciária, é concedida a servidores que permanecem ativos mesmo já tendo completado os requisitos para a aposentadoria voluntária.

Aulas

Livre dos trabalhos no tribunal, o ministro ainda poderá complementar a renda com outras atividades. Barbosa tem sido assediado por universidades americanas, como Princeton e Yale. O ministro já deu palestras nas instituições.

As duas universidades figuram entre as 30 que melhor pagam seus docentes nos Estados Unidos, segundo relatório da Aaup (a associação americana de professores universitários) — a entidade divulga pesquisas anuais sobre a situação econômica de mais de mil universidades americanas.

Um professor assistente, por exemplo, recebe em Princeton a média de US$ 101.700 por ano (equivalente a R$ 18,8 mil mensais). Para o mesmo cargo, Yale paga US$ 95,9 mil por ano (cerca de R$ 17,8 mil por mês).