Comunidades indígenas são isoladas em todo o país para evitar covid-19

Governo federal lançou nesta segunda-feira pacote de medidas para conter disseminação do coronavírus entre grupos vulneráveis

Governo vai distribuir cestas básicas a povos indígenas

Governo vai distribuir cestas básicas a povos indígenas

BRUNO KAIUKA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O governo federal anunciou o isolamento de todas as comunidades indígenas no Brasil, com critérios rígidos de entrada, para evitar a disseminação do novo coronavírus entre essas populações.

Em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira (13), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, falou que as recomendações já vinham sendo aplicadas por orientação da Funai. 

"Essa estratégia em relação à população indígena passa, evidentemente, pelo isolamento das comunidades. Isso foi iniciado desde logo, recomendações normativas, principalmente, da Funai, para que visitações - a não ser em casos excepcionais - fossem permitidas."

Segundo Moro, até o momento foram registradas três mortes de indígenas por coronavírus.

Além do isolamento das comunidades, o governo, por meio da Funai, vai distribuir 323 mil cestas básicas em áreas indígenas. A previsão é de que 162 mil famílias sejam beneficiadas. 

Também estão sendo enviados a essas localidades 6,3 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus. 

Os profissionais de saúde que atendem povos indígenas receberão 1 milhão de máscaras e luvas.

O governo também está trabalhando em um material de orientação sobre a covid-19, que será distribuído em 274 línguas indígenas.

A ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que existe uma grande preocupação em como informar adequadamente as populações indígenas sobre a pandemia.

"Temos que entender as especificidades de cada povo. Nós tivemos um óbito em Roraima de um menino da etnia ianomâmi, um jovem de 16 anos. O povo ianomâmi tem todo um ritual para o sepultamento do corpo: eles fazem ritual, eles dançam, eles manipulam o corpo e depois eles queimam e eles usam as cinzas. Como comunicar essa comunidade agora - olhe os nossos desafios - que este corpo possivelmente não vai para a aldeia? Como conversar com esses povos para que ele entendam que estamos vivendo um momento inédito?"

Amazonas e Amapá são os dois estados com maior incidência (número infectados por milhão de habitantes) de coronavírus no país. Roraima está em atenção. Estas são localidades com grande concentração de aldeias indígenas.