CPI da Covid

Brasil CPI aprova convocação de membro de ONG citada por Dominguetti

CPI aprova convocação de membro de ONG citada por Dominguetti

Reverendo Amilton de Paula, fundador da Senah, teria apresentado vendedor de vacina que denunciou propina a membros do governo

  • Brasil | Do R7

CPI da Covid investiga as ações e omissões do poder público durante a pandemia

CPI da Covid investiga as ações e omissões do poder público durante a pandemia

Marcos Oliveira/Agência Senado - 07.07.2021

A CPI da Covid aprovou a convocação do reverendo Amilton Gomes de Paula, que teria recebido autorização do Ministério da Saúde para negociar a aquisição de 400 mil doses da vacina AstraZeneca com a empresa Davati Medical Supply. Ele é fundador da ONG Senah (Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários) e teria apresentado o policial militar e vendedor de vacinas Luiz Paulo Dominguetti Pereira a membros do governo federal.

Assista à sessão da CPI da Covid clicando aqui

Luiz Paulo Dominguetti Pereira denunciou ter recebido proposta de propina do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, em fevereiro deste ano, na compra de 400 milhões de doses da vacina Astrazeneca/Oxford. Dias, que foi demitido após o caso vir à tona, presta depoimento à comissão parlamentar de inquérito nesta quarta-feira (7). 

A Senah foi citada por Dominguetti durante seu depoimento à CPI, quando confirmou a tentativa de propina, publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Outros dois requerimentos também foram aprovados pelos senadores da comissão parlamentar de inquérito. Todos foram apresentados pelo vice-presidente do colegiado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

William Amorim Santana deve falar sobre o acordo entre o Brasil e empresa indiana Bharat Biotech para fornecer 20 milhões de doses da vacina Covaxin. 

Também deve ser ouvida Andreia Lima, que é executiva da VTCLog, empresa contratada pelo Ministério da Saúde para receber, armazenar e distribuir as vacinas contra o coronavírus.

Últimas